8 Comments

  1. 4

    Clara van Zeller

    Sónia,
    É tudo verdade o que afirmas. Pede ao Samuel, se assim o entenderes, o meu contacto.
    Bj

    Reply
  2. 3

    Carlos Saraiva

    A TODOS QUE AQUI TRANSMITIRAM OS SEUS SENTIMENTOS E SAUDADES DA NOSSA QUERIDA “LOURENÇO MARQUES” OS MEUS AGRADECIMENTOS POR ME FAZEREM RECORDAR TANTOS E BONS MOMENTOS ALI PASSADOS E PARA CONFIRMAREM ESSA SAUDADE SÓ VOS POSSO DIZER QUE DARIA 5 ANOS DA MINHA VIDA POR 5 MESES PASSADOS NAQUELES ANOS DE 1972.

    A todos um abração e um kanimambo

    Reply
  3. 2

    Malu Moutinho

    Caros laurentinos(as), tombazanas, coca-colas, euroafricanos, africanos…

    Agradeço os vossos comentários e sei que, infelizmente, todos nós temos histórias que nos entristecem sobre a nossa partida e de outras “partidas”, que também as tive. Apenas quis partilhar uma memória, numa data que me deixa sempre nostálgica, pois continuo a ser uma africana pelo coração. E, já agora, deixo-vos aqui este poema do nosso querido Rui Knopfli, (O país dos outros, 1959). Kanimambo e um excelente 2016! Bjnh Malu

    NATURALIDADE
    Europeu, me dizem.
    Eivam-me de literatura e doutrina
    europeias
    e europeu me chamam.

    Não sei se o que escrevo tem a raiz de algum
    pensamento europeu.
    É provável… Não. É certo,
    mas africano sou.
    Pulsa-me o coração ao ritmo dolente
    desta luz e deste quebranto.
    Trago no sangue uma amplidão
    de coordenadas geográficas e mar índico.
    Rosas não me dizem nada,
    caso-me mais à agrura das micaias
    e ao silêncio longo e roxo das tardes
    com gritos de aves estranhas.

    Chamais-me europeu? Pronto, calo-me.
    Mas dentro de mim há savanas de aridez
    e planuras sem fim
    com longos rios langues e sinuosos,
    uma fita de fumo vertical,
    um negro e uma viola estalando.

    Reply
    1. 2.1

      Ana Canas

      Olá Malu,

      Só nos conhecemos em Portugal. Estudámos juntas no ISLA, lembras-te?
      Adorei o teu texto e, acima de tudo, o poema. Mas o coração sangrou.
      Abraços

      Reply
      1. 2.1.1

        Malu

        Olá Ana,

        Lembro-me bem de ti, do ISLA bem como dos teu pais da Damaia. Ainda há uns tempos houve uma troca de mensagens, já não me lembro como, e soube que estavas em Luxemburgo. Um grande beijinho e Felicidades
        Malu

        Reply
    2. 2.2

      Samuel Carvalho

      Olá Malu Moutinho, adorei este poema do Rui Knopfli, (O país dos outros, 1959).
      Vou partilhar no BigSlam de forma a ter maior visibilidade.
      Kanimambo!
      Aquele abraço, Samuel

      Reply
  4. 1

    Clara van Zeller

    Malu,
    O teu texto convocas-nos a rememorar as nossas próprias recordações. Às vezes embarcamos no barco das recordações e viajamos para dentro das nossas lembranças… Remexem-se sentimentos, momentos, vidas ali guardadas. Relembram-se sonhos que a vida nos levou a pôr de lado, a adiar, alguns mesmo a esquecer.
    Caminhos da vida….Como seria bom controlarmos a nossa vida! Mas infelizmente não é assim… e o destino (se é que existe!) nem sempre cumpre o programa que nós próprios delineamos.
    Obrigada, Malu

    Beijinhos
    Clara

    Reply
    1. 1.1

      Sónia Costs-Neves

      Clara.
      Julgo que nos conhecemos. Nossas mães eram colegas (professoras) e amigas. Deram aulas juntas e eu andei com a sua irmã nessa mesma escola. Maria Helena, certo? 7 irmãos, certo? Procure-me no facebook. Gostaria de saber de vós. Abraço

      Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.