4 Comments

  1. 3

    José Miguel Rodrigues

    Fantástico , já li várias vezes…

    Admiro muito Mia Couto , por aquilo que escreve e pela pertinência dos seus recados e sugestões para a sociedade moçambicana e já agora para o Mundo !
    Vocabulário riquíssimo, discurso impactante.
    Um abraço

    Reply
  2. 2

    Paulo Craveiro

    Excelente!
    Permita-me, senhor Professor Mia Couto: _Muito Bom.

    _Há sempre alguém que resiste;
    _Há sempre alguém que diz não;

    Há sempre alguém que semeia palavras que ecoam em perfeito coração:
    «… _Irei falar sobre a erosão dos valores morais e de como pode um escritor ajudar na reabilitação do tecido moral da sociedade! …»
    «… _Tudo isto é urgente e imperioso. Porque nós estamos na iminência de desacreditar de nós mesmos! …»

    Sabe, senhor Mia eu gostava muito de ser pessoa-escritor, mas faltam-me as palavras para a narrativa!

    PS_Obrigado grandioso Samuel Carvalho pela partilha da narrativa, extraordinária, objectiva, precisa e concisa, no saber-estar, pelo saber-ser, do saber-saber!

    Reply
    1. 2.1

      Samuel Carvalho

      Caro amigo Paulo Craveiro, tu também és um predestinado da escrita. Dá gosto ler os teus artigos e comentários no BigSlam.
      Aquele abraço.

      Reply
  3. 1

    Vitor Manuel Miranda Marques

    Parabéns Mia Couto pela posiçáo que ocupa no mundo cultural moçambicano.Sabendo que a cultura é a mola do desenvolvimento social aliado ao ensino.
    Eu também nasci em Moçambique “Lourenço Marques” actual Maputo.Meu pai já era natural desta minha querida Pátria que me pariu.
    O que mais me dói é não ter recursos para poder de novo visitar a minha terra que me viu partir depois da Independência. Para Portugal onde resido.Isto depois da Independência.No entanto tenho sempre Moçambique e o seu povo, meus irmãos bem resguardado em meu coração. Abraço afectuoso.

    Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.