3 Comments

  1. 2

    eduardo manuel lopes fragoso de teixeira paulo

    Adoro muito esta personagem do nosso tempo em Moçambique. Me lembro que um dos nossos criados (tinha-mos dois), quando o Parafuso arrebentou na radio, ele – o criado, não acreditava que o Parafuso era um branco. Quando vim para a África do Sul, tive um privilegio de o ver pessoalmente num êxito no clube de desportos no sul da cidade de Joanesburgo (cerca de 1982) – la vi adultos a chorar quando o artista fez o seu show. Tão herói do nosso povo (moçambicano) tal como o NOSSO Eusébio!

    Reply
  2. 1

    Marcelino Cardoso

    Conheci-o em Moçambique, Lourenço Marques, hoje Maputo, nos célebres programas do Rádio Clube local, em que p’articipavam o falecido João Maria Tudela maestro Artur Fonseca, de entre outros. Gostava de possuir o disco dos passatempos dessa época ou até mesmo algum mais recente, como por exemplo, o “Parafuso em Lisboa”. Fui grande admirador seu nessa altura, em que o ouvia com prazer. Já procurei em divsrsos establecimentos do ramo mas não encontrei nenhum. Peço que me envie à cobrança 1 ou 2 discos, ou CD Ou se souber me informe onde encontrá-los em Coimbra. O meu endereço postal é: Marcelino Cardoso, Rua Marginal do Mondego, nº4 -2º D, Torres do Mondego – 3030-350 Coimbra. Diga-me o que se oferece sobre esta assunto para o meu Mail osodrac.m@sapo.pt. Obrigado.

    Reply
    1. 1.1

      Admin

      Caro Marcelino Cardoso, acabei de enviar um email ao Romão Félix “Parafuso”, para entrar em contato consigo. Espero que seja bem sucedido.
      Aquele abraço e apareça sempre neste nosso “Ponto de Encontro”!

      Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.