5 Comments

  1. 5

    Katali Fakir

    Comentários para quê? – somos portugueses é Portugal, somos os maiores “carrago”. Na hora da vitória, até o Éderzito é D. Sebastião. Com os 11 milhões de heróis do mar a nação valente, demonstrou o que é a Liberdade, Igualdade e a Fraternidade, ao fazer calar o “nojento” Stade de France e a arrogância chauvinista dos asterixes e derrotixes…e o galo de Barcelos cantou mais alto do que o “gaylito tricolorix franciú”

    Reply
  2. 4

    Carlos Hidalgo Pinto

    Bem, a limitação que a equipa francesa iria impor a Ronaldo, expressou-se numa falta merecedora de um cartão amarelo, não tendo sido sequer assinalada qualquer irregularidade ao jogador Payet. Entretanto, a selecção nacional sem Ronaldo, perdeu a sua grande referência no ataque e mesmo assim, conseguiu desmontar a estratégia dos franceses, impondo uma táctica que resultou e que consistiu na anulação das 4 peças principais da França: Pogba, Payet, Giroud e Griezman, este último de ascendência portuguesa. A França levava a cabo acções individuais de Sissoko, um verdadeiro box to box, de Matuidi e Pogba, mas encontrou sempre um meio campo e uma defesa lusa estóica e eficaz. Mais uma vez, Ronaldo teve uma forte acção psicológica junto dos jogadores nacionais, incentivando a partir do banco, os seus colegas a ultrapassar as dificuldades. Eis quando o técnico Fernando Santos lança uma nova referência para o ataque, na figura de Éder, incutindo-lhe muita confiança e crença, assim como todos os jogadores da selecção nacional. Com a entrada de J. Moutinho, Portugal começou a ter outra profundidade e a lançar, com maior frequência, acções ofensivas, pois tinha alterado a sua forma de jogar decorrente da presença de Éder que marcou um grande golo, dando seguimento a um passe de Moutinho. O técnico Luís Norton de Matos sempre viu grandes qualidades em Éder, o que se veio a verificar neste jogo, tendo sido ele o grande herói desta final europeia.

    Reply
  3. 3

    Maria José Meireles da Costa Leite

    O desporto português está de parabéns! !!! A todos muito obrigada. Viva Portugal

    Reply
  4. 2

    Paulo Craveiro

    _”A noite acabou,
    _O jogo acabou,
    _Para mim aqui,” …, (“Papel Principal de Adelaide Ferreira), há que louvar e distinguir a equipa (espírito, união, dedicação, humildade, objectivo, organização, liderança e comando):
    1_Destaque: Éder (golo extraordinário, do patinho feio, tornado cisne num momento ímpar, mágico, na realidade do futebol!);
    2_Resultado: Justo, sem espinhas (competência maior, ao marcar um golo, grande, para vencer o jogo!), mas com alguns espinhos (arbitragem tendenciosa, negativa, não assinalou a falta, e respectiva admoestação, na aniquilação do CR7, conforme o desejo expresso do selecionador francês);
    3_Melhor: Rui Patrício, o qual esteve irrepreensível em todo o torneio;
    4_Sentimento: Feliz e contente, pelo enorme feito, que as diversas gerações de futebolistas já mereciam!
    Siiiiiiimmmm!
    Somos campeões!
    Portugal, campeão europeu de futebol!
    Portugal, orgulho e glória!
    “Fizeste de herói, no papel principal!”
    “Levantai de novo explendor de Portugal!”

    Reply
  5. 1

    João Carlos Roque

    Excelente. Um grande dia e eu não sabia da medalha de bronze no lançamento do peso. Há ainda a referir o segundo lugar de Rui Costa na etapa de hoje do Tour.

    Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.