9 Comentários

  1. 7

    Vasco Abreu

    Ainda bem que o João se lembrou da Natação, mas o Atletismo também dava cartas, especialmente no sector feminino….Lena Relvas, Conceição Vilhena (saudade), as manas Alves, Lucrecia, Dulce Gouveia, etc.

    Responder
  2. 6

    Joao Domingues

    Concordo com tudo aqui mencionado. Para frizar esta o facto do campeao metropolitano, o Benfica, se apresentou em 1974 nos campeonatos Nacionais com a equipe base constituida por 3 Mocambicanos ( Paulo de Carvalho – Malhangalene-Desportivo LM, Leonel Santos-Malhangalene e Luis Goncalves-Malhangalene ) um Americano e um jogador oriundo de Lisboa. Isso demontra algo. Alem disso temos o Hockey em patins, A natacao ( Dulce Gouveia, Susana Abreu, Manuela Gourinho entre muitas outras. O atletismo, o Football onde se salienta, Eusebio, Coluna, Vicente e dezenas de outros.

    Dezenas de outras coisas oriundas de Mocambique, foram oferecidas a Metropole como a Coca-Cola, os Camaroes, a Catembe, a galinha a cafreal e centenas de outras. MOCAMBIQUE ERA O MAIOR!!!

    Responder
  3. 5

    Francisco Rocha

    Grandes momentos. Pavilhão do Malhangalene. Fui jogador do Benfica de Lourenço Marques. Fui treinador de uma equipa de mini basquete nesses torneios nos terrenos do zambi.
    Muitas saudades.
    Francisco Rocha

    Responder
    1. 5.1

      Francisco Rocha

      Frequentei o ringue do Sindicato grande equipa de hóquei. Lembro-me dos irmãos Isidro. O pavilhão do Desportivo de Lourenço Marques.
      Francisco Rocha

      Responder
  4. 4

    Álvaro Pelicano

    Sem dúvida, amigo Sam, nós, os ultramarinos, dominávamos a modalidade.
    Gostei do que partilhaste.
    BOM FIM de SEMANA.
    Abraços,
    Álvaro Pelicano

    Responder
  5. 3

    Manuel Martins Terra

    É por mais evidente que o nível de basquetebol moçambicano elevou-se a um patamar que suplantava o que era praticado na Metrópole . Jogava-se basquetebol em quase todos os bairros laurentinos, aproveitando os largos passeios, onde os troncos das acácias suportavam as tabelas improvisadas, sendo a bola o elo mais importante. Como dizia e bem, o Professor Rui Batista, os campeonatos escolares de basquetebol, foram a base de formação de muitos praticantes. Recordo que em Mini-Basquete , a Escola João Belo foi maioritariamente vencedora desses torneios. Os saudosos torneios de Mini-Basquete, nos terrenos junto ao Zambi, rampa de lançamento de muitos craques, onde creio atuou o Carlos Lisboa, Rui Miranda e muitos mais. Eu próprio comecei a praticar a modalidade, nos escalões de formação do Desportivo. Quando do regresso a Portugal,após a independência, muitos basquetebolistas , reforçaram as melhores equipas nacionais, com maior ênfase para o SCP e o Ginásio Figueirense.Tudo isto reforça a ideia que em Moçambique, trabalhava-se de forma organizada, na estruturação da modalidade. De igual forma o hóquei em patins , fazia um caminho paralelo, não esquecendo os feitos do atletismo e da natação.

    Responder
    1. 3.1

      BigSlam

      Obrigado Manuel Terra, pelo excelente comentário, recordando momentos marcantes no basquetebol de Moçambique e não esquecendo outras modalidades como o hóquei em patins, natação, atletismo e outras que tantas alegrias nos deram…

      Responder
  6. 2

    helder sufiano

    verdade !!!!

    Responder
  7. 1

    Victor Mendes

    Penso não haver qualquer dúvida que o basquetebol moçambicano era de nível bastante superior ao da metrópole, tanto em termos de eficácia como de espectacularidade.Os resultados da época demonstram essa supremacia, alicerçados nos extraordinários jogadores (que pela grande quantidade me abstenho de enumerar) que pontificavam nas equipes moçambicanas.
    O reflexo dessa qualidade reflectiu-se aliás no nível do basquetebol que passou a ser praticado na “ metrópole “, após o êxodo pós 25 de Abril e independência de Moçambique.Recordo que durante muitos anos, as equipes campeãs nacionais eram constituídas integralmente ou na sua grande maioria por jogadores oriundos de Moçambique, tanto em masculinos como em femininos.

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.