12 Comentários

  1. 9

    Katali Fakir

    Ói Fuato, valeu!

    – Como soi dizer – recordar é viver!
    Meu amigo “Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um chama-se ontem, e o outro amanhã, portanto, Hoje é o dia certo para Amar, acreditar, fazer e principalmente, Viver”
    Meu caro faz de cada instante um grande momento. Faz de cada dia a oportunidade de um novo começo. E que a cada ano tenhas novos motivos para sorrir. Essa é a magia de viver.

    O sonho

    Pelo sonho é que vamos,
    Comovidos e mudos.
    Chegamos? Não chegamos?
    Haja ou não frutos,
    Pelo sonho é que vamos.

    Basta a fé no que temos.
    Basta a esperança naquilo
    Que talvez não teremos.
    Basta que a alma demos,
    Com a mesma alegria, ao que é do dia-a-dia.

    Chegamos? Não chegamos?
    – Partimos, Vamos. Somos,

    Sebastião da Gama

    Um abraço makwêzo,

    Katali

    Responder
    1. 9.1

      BigSlam

      Caro Katali Fakir, um bonito comentário, concluído com um poema lindíssimo. Kanimambo do BigSlam!

      Responder
  2. 8

    Augusto Martins

    MUITO OBRIGADO!
    Conseguiste fazer com que eu acabasse de regressar da NOSSA TERRA.
    Quantas recordações maravilhosas conseguiste trazer à minha memória e que não é possível descrevê-las, por escrito.
    Como seria bom que cada um de nós conseguisse fazê-lo para que os nossos descendentes, no futuro, pudessem saber que já houve um paraíso em que tivemos a felicidade de viver, com muito trabalho, suor, lágrimas, doenças, morte de entes queridos, mas mesmo assim, maravilhoso.
    Força e muita saúde Fortunato, para continuares a deixar estes documentos para a história daquela época.
    Um grande abraço

    Responder
  3. 7

    Isabel barros Santos

    Muito obrigada pela reportagem. Foi o “sonho” que passou! Saudades da Minha Terra! ♥️. 🏝️🏝️🏝️

    Responder
  4. 6

    Milugouveia.luisa

    Adorei, obrigada

    Responder
  5. 5

    Braga Borges

    Caro Luís Álvares
    O nome do responsável pelos camarões recheados, entre outros petiscos é o Sr Diogo Teófilo Cardoso.
    Abraço.

    Responder
  6. 4

    António Amorim Lopes

    Não sou Moçambicano de nascimento mas sim de adopção, no entanto os meus filhos são naturais dessa grande e feiticeira Terra que tiveram que abandonar com os pais, ainda muito crianças. Eu era maquinista dos Caminhos de Ferro de Moçambique e agradeço muito reconhecidamente a Fortunato Sousa a “viagem” que me proporcionou fazendo-me relembrar tantas passagens agradáveis na minha segunda terra. Espero poder continuar a contar com as suas Saudades da Saudade.
    Um forte abraço.
    Amorim Lopes

    Responder
    1. 3.1

      Manuel da Silva

      Só vós, Fortunato Sousa e Samuel, sois capazes de nos dar tantas alegrias para nos ajudar a matar saudades!
      Obrigado

      Responder
    2. 3.2

      BigSlam

      Excelente musica de Moçambique. Grato pela partilha.

      Responder
  7. 2

    LUIS ÁLVARES

    MUITO URGENTE
    Caros Patrícios:

    Saúde para todos.

    Sou o Luís Álvares, natural de Moçambique e atualmente residente em Portugal.

    Pertenço à Revista “Ecos do Oriente” e estamos a fazer um artigo sobre o Restaurante Diogo. Haveria possibilidade de enviar o nome do dono do Restaurante, e outros elementos interessantes?

    Como não tenho face- book, agradeço enviar para o email angelaluis@sapo.pt ou então para o mcviegas35@gmail.com

    Ficaria muito grato.

    Bem Haja

    Luís Álvares

    Tlm 919312300

    Responder
  8. 1

    LUIS ÁLVARES

    Caros Patrícios:

    Saúde para todos.

    Sou o Luís Álvares, natural de Moçambique e atualmente residente em Portugal.

    Pertenço à Revista “Ecos do Oriente” e estamos a fazer um artigo sobre o Restaurante Diogo. Haveria possibilidade de enviar o nome do dono do Restaurante, e outros elementos interessantes?

    Ficaria muito grato.

    Bem Haja

    Luís Álvares

    Tlm 919312300

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.