13 Comentários

  1. 12

    José Augusto Lisboa Ribeiro

    Velhos lugares e memórias que estão na nossa origem.
    Convivi com a famìlia Graça,os pais, o filho Zeca e as filhas, a Geninha a Balela e a Candinha em Zavala onde também vivi.
    Nunca mais soube do paradeiro desta família.
    Um grande obrigado pela publicação desta história e da terra que nos diz tanto
    Um abraço grande

    Responder
  2. 11

    José Gonçalves

    Uma época inesquecível, aqui muito bem retratada. As manas referidas eram bem simpáticas, cinco estrelas. Belas recordações.

    Responder
  3. 10

    Manuel Martins Terra

    The Love Story, que nos faz recuar a uma época em que o romantismo fazia parte dos pensamentos e comportamentos de uma geração que soube crescer, amar e ter sentimentos. Que belas visões, temos desses tempos que já lá vão. Infelizmente, hoje já não é tão comum oferecer uma flor ou andar de mãos dadas, a alguém que efetivamente se ama . Que saudades daquelas famosas tardes dançantes, e das idas às matinés. Parabéns ao autor, pela forma como expressou o seu sentimento de amor.

    Responder
  4. 9

    Cândido Ramiro Filomeno do Carmo Azevedo

    Foi na verdade bem verdadeira esta primeira paixão. Segundo sei os 2 apaixonados de então só se voltaram a reencontrar mais de 50 anos depois…

    Responder
    1. 9.1

      Manuel Nunes Petisca

      Foi uma bonita história de amor, que adorei, e o reencontro 50 anos depois, não é único, também, eu sei lhe dar o devido valor.

      Responder
  5. 8

    Maria

    Era isso mesmo. Lindas e saudosas terras.

    Responder
  6. 7

    Estrela Marques

    Linda história dum primeiro amor! O cenário fez-me recordar a beleza desses lugares, que tantas saudades me trazem. Obrigada.

    Responder
  7. 6

    Luís Serrano

    Linda história! Adorei, fez-me reviver a minha juventude. Parabéns.

    Responder
  8. 5

    Antonio Almeida

    Adorei.Tenho uma história quase parecida e nunca a esquecerei.Que saudades.

    Responder
  9. 4

    Manuela Carvalhal

    Gostei imenso deste 1o romance, nas ” nossas” terras e com as músicas do nosso tempo! Parabéns ao contador de histórias!

    Responder
  10. 3

    Maria Luisa

    Adorei❤️🔝👏👏👏👏. Que maravilha, recordar é viver… como fomos tão felizes e sem grandes luxos, mas tínhamos tudo, nunca esquecendo os “valores” morais que nos davam logo em casa.
    Parabéns BigSlam por este artigo que ressuscitou tantas recordações ☀️🌺👏👏👏.

    Responder
  11. 2

    ZéRodrigues

    Os nossos rebentos não acreditam que se vivesse nessa liberdade , desporto, escola , amores , 330 dias de Sol por ano , vida aventureira. E irreal . Bons tempos .

    Responder
  12. 1

    Luciana Maria Mateus Palma de Sousa

    Aiii….tanta SAUDADE…ainda não onsegui ler tudo.Um abraço.

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: O conteúdo está protegido.