2 Comentários

  1. 2

    Jorge Rodrigues Milheiro

    Gostei imenso de ler a poesia de Eduardo White. Fiquei muito impressionado com “Materiais do Amor Seguido de o Desafio à Tristeza” e “Janela para o Oriente” que rotulei de “prosa poética”. É uma delícia ler a sua obra. “O País de Mim” é um poema fantástico que entre outras coisas é um hino à mulher e ao amor. Nas outras coisas está a esperança num país melhor, um melhor Moçambique para todos. É um poema longo, mas que apetece ler sem parar, sem intervalos. Obrigado Eduardo White pela obra que nos deixaste. Descansa em paz.

    Responder
  2. 1

    josé carlos alves da silva

    Lembro-me bem do Eduardo white meu conterrâneo e patrício. Tivemos poucos bons momentos. Lamento a morte dele. Paz à sua Alma, descanse em Paz. Amém.

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: Content is protected !!