5 Comentários

  1. 5

    Kelly

    Este senhor escreveu um artigo educativo informativo , muito bem escrito sem erros ortográficos nem papas na língua! A verdade que seja dita !!! , isto sim é que se chama ; profissão jornalista sem filtro de infeitar ! E ste jornalista escreve e decifra a história e a situacão real de como África está, muito melhor que Mia Couto que é considerado e já recebeu tantos prémios e não vi ainda nada de especial nas histórias que ele escreve! Muito bem dito Isomar Pedro Gomes! Se África tivesse só um 10% de jornalistas que dicessem as coisas sem filtros como o Isomar Pedro Gomes , hoje África seria uma potencia e não a miséria governada por ladrões corruptos ignorantes analfabetos descarados sem vergonha! Disse

    Responder
  2. 4

    Alberto Chirinda

    Parabéns pelo texto, Isomar! Tenho ido a Moçambique visitar familiares e a realidade é, infelizmente, essa que vc descreve. Aí vc chega a conclusão que aquela classe média negra colonial que conseguiu estudar, fazer a revolução, tomar o poder é a mesma que hoje forma a elite econômica dos nossos países e que, surpreendente, é ávida em saquear o país!! Mas, então, para que foi a revolução? E aí, infelizmente, temos que concordar com o odioso Trump quando diz que essa elite dos países africanos que deixa seus conterrâneos sofrerem e morrerem não é humana. Não são humanos.

    Responder
  3. 3

    João Fidalgo Ribeiro

    Grande verdade esta publicação de Isomar Pedro Gomes. Parabéns

    Responder
  4. 2

    Esperança Marques

    Bom dia. Acabei de ler a crónica de Isomar Pedro Gomes e fiquei atónita sobre a coragem que houve em aceitar esta obra tão verdadeira, tão densa que tanto diz a todos nós. O artigo é polémico e todo ele mistura a raiva e a coragem de quem é obrigado a falar do que não quer, do que quer esquecer…..Bela obra do Isomar Pedro Gomes, a quem devemos parabenizar por tudo que lemos, e que para mim vai ficar no recanto das obras mais verdadeiras e lindas, para sempre. Obrigada Isomar.

    Responder
  5. 1

    João Mendes de Almeida

    Um artigo fabuloso e de uma coragem enorme, que deverá ser lido atentamente por todos aqueles que passaram por África e por todos aqueles, brancos ou negros, que lá vivem. É bom bom saber que ainda há gente assim que consegue, com um misto de coragem e raiva, descrever tão bem o que nos vai na alma. Obrigado irmão Isomar e um grande abraço.

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.