7 Comentários

  1. 6

    Zé Carlos

    Há dois tipos de carreira sem igual a qualquer outra, submarinista e mineiro de grande profundidade…
    O meu estimado e querido amigo Zé, Paz à sua Alma que já cá não está conosco, foi maquinista nos submarinos portugueses na década de 70 e eu que andei uns bons tempos no início dos anos 80, a prestar serviços técnicos nas minas de Carltonvile em profundidades abaixo dos 3000 metros, de vez em quando falávamos sobre a semelhança do tipo de ambiente e a cadeia de segurança necessária para sobreviver as condições com um certo degrau de garantia de sucesso.
    A nossa conclusão era que este tipo de ocupação, requere um grupo de gente muito especial em termos de frieza calculista e temperamento muito calmo debaixo de stress e ao mesmo tempo, com uma visão e conhecimento muito apurada sobre onde estamos e quem nos rodeia.
    Só assim se consegue manter os elos mais fracos debaixo de controlo.
    Sabendo agora o que fiquei a saber neste artigo, não me admira o nosso conterrâneo cocacola, o Vice-Almirante Gouveia e Melo, ter prestado e comprovado até agora a sua capacidade como lidér pragmático e eficiente, seja em que âmbito fôr e por algumas vezes injustamente criticado por quem sente falta de coragem, capacidade de gestão eficaz ou simplesmente, inveja.
    Pelas recente noticías, vejo que foi alvo de insultos por pessoas de idéas diferentes mas sem suficiente educação para se expressarem de maneira civilizada, e em resposta, o Vice-Almirante apesar da sua irritação, retorquiu coerentemente e defendeu a sua missão com o maior respeito e dignidade.
    Deixo aqui os meus agradecimentos plo seu serviço prestado a nação Portuguesa tanto na Armada ‘from the deep sea’ como em terra firme e continuação de sucesso seja qual for a sua missão pla frente.

    Responder
  2. 5

    reiszerep@gmail.com

    Gente que nasceu em Moçambique só pode ser desta tempera. Tambem de lá trouxe 5 cocacolas como lhes chamavam, um deles esteve 33 anos nos FUZILEIROS ,entrou aos 17 de gosto e fez a escola deles. Só podia ser rijo até certa altura, partiu para sempre há 9 meses. De Lourenço Marques para cá a fazer os 5 anos. cabo Mor, pois não houve nunca maneira de subir. Com tantos anos e serviços prestados. Mas bem haja por haver homens assim destemidos e de forte carater que cumprem sem olhar para trás. Muitas vezes com as vidas em risco .Também aconteceu na m/ família ( meu filho) já mão o verei mais regressar a casa vindo donde fosse .Que a v/ vida seja longa e saudável para assim continuarem a mostrar-nos provas de que são homens assim que dão orgulho de ser Português. (PORTUGUESA que sou)

    Responder
  3. 4

    Manuel Martins Terra

    Um moçambicano de rija têmpera, que Quelimane em boa hora viu nascer e que tem mostrado ser um homem arrojado e capaz de tomar grandes decisões em momentos cruciais. Uma lição para os muitos que se mostravam cépticos quanto ao êxito da missão que lhe foi confiada. Parabéns e felicidades, Senhor Almirante , Gouveia e Melo e receba o reconhecimento de um cidadão agradecido.

    Responder
  4. 3

    Luís Jacinto Pereira

    Grande MOÇAMBICANO, de Quelimane, a quem os portugueses devem o trabalho e organização desenvolvida na vacinação contra a covid19.
    Bem Haja Senhor Vice Almirante Gouveia e Melo!

    Responder
  5. 2

    António Mendes

    Lúcido, determinado e 100% profissional.

    Responder
  6. 1

    Victor Manuel Quaresma

    Uma vida a do nosso conterrâneo. Bem Haja

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: Content is protected !!