5 Comentários

  1. 4

    Ilidio Freire

    Obrigado João por nos recordares os belos tempos de juventude. Fiz a tropa em Boane com o Eugénio.
    Era-mos do mesmo pelotão. Ali ele era conhecido pelo “luzinha” e vou dizer porquê. Já então o Eugénio tinha aspirações a locutor. Para isso gravava a voz num gravador de fita para depois reproduzir para avaliação. Á noite na camarata com tudo apagado só se via a luzinha verde do gravador do Eugénio a ouvir a sua voz nos auscultadores. Por isso logo nos primeiros dias de tropa ele foi alcunhado de LUZINHA.

    Responder
  2. 3

    Silvino Costa

    Caro João, gostei imenso da descrição acerca do grande radialista Eugénio Corte Real. Inevitavelmente referiu-se às produções Golo e ao programa “cidade 68” e anos seguintes onde eu ainda prestei colaboração na locução da cidade 70 e 71, ao lado da grande profissional do RCM Maria Ricardina que, depois de a contactar aqui em Portugal, perdi-lhe o rasto desconhecendo o seu paradeiro actual.
    Já agora, gostaria de saber se o António Alves da Fonseca continua a trabalhar na rádio e se a Golo ainda existe.
    Aqui vai um abraço amigo.

    Responder
  3. 2

    Carlos Santos

    Em data faleceu o Eugénio Corte Real?
    Antecipadamente grato,
    Carlos Santos

    Responder
  4. 1

    Rosa

    Lembro-me bem de todos Estes nomes e vozes da Radio. Saudades. Poderia talvez dizer-me qual o nome da pessoa que fazia o program a aos Domingos a noite chamado “A Voz da Selva”? Obrigada Joao de Sousa por nos trazer todas estas memorias.

    Responder
    1. 1.1

      João de Sousa

      Rosa, a locução do programa era feito por João Silva. A sonorização era de Carlos Silva.

      Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2020 - Todos os direitos reservados.