9 Comentários

  1. 9

    António Amorim Lopes

    Parabéns a quem fez um excelente trabalho do que foi a Associação dos Velhos Colonos em Lourenço Marques, Moçambique.
    Conheci bem a magnífica Colectividade que foi muito proveitosa tanto para crianças, como para jovens, para adultos, mas principalmente para idosos.
    Ainda bem, pois assim as gerações mais novas ficam a conhecer como se trabalhava em Moçambique, no caso vertente, para ajudar os habitantes de diversas faixas etárias.
    Fui Maquinista dos Caminhos de Ferro de Moçambique e continuo a ter imensas saudades daquela “feiticeira” e benigna Terra.

    Responder
  2. 8

    Henrique Taveira

    Ainda conservo o cartão de sócio. Não falhava um Domingo dançante.Foi aqui que se realizou o Copo D`água do meu casamento que dura até hoje e já lá vão 55 anos. Bons Tempos.

    Responder
  3. 7

    Maria Graça Pereira

    Só tenho boas recordações da piscina porque quando tínhamos furos nas aulas do liceu lá ia eu e a minha companheira inseparável Maria da Graça Ferrinho V Valente, a qual era sócia dos Velhos Colonos e eu entrava com ela clandestinamente, com a artimanha de ela empatar o porteiro com grandes cumprimentos e eu esgueirava-me lá para dentro para dar uns mergulhos!!! Que bom era!!! 😄😄😄😄😄😄😁😁

    Responder
  4. 6

    Lourdes Costa

    Eu morava na Rua Princesa Patrícia, perto dos Velhos Colonos, eu e os meus irmãos frequentavamos estas instalações, a minha irmã mais nova Graciete Almeida era aluna do Sr. Matos e chegou a ser campeã distrital de natação em infantis e a minha avó foi utente do Centro, belos dias que eu passei no parque infantil, boas recordações.

    Responder
  5. 5

    Helena Maria Barata Correia Barreira

    Que saudades! Aqui aprendi a nadar com o Sr. Matos e o Sr. Sampaio, dos 6 aos 10 anos (1964/1968). Morava em frente à Escola Industrial. Bem-hajam!

    Responder
  6. 4

    Manuel Martins Terra

    Conheci bem as instalações da Mansão dos Velhos Colonos, através de uma minha prima que era enfermeira na instituição. Para além da sua componente social, que prestavam cuidados médicos e alimentação a aqueles que no início do século XX, ajudaram a desbravar os caminhos do progresso , verdadeiros heróis que contribuiram com as suas forças e saber para a edificação de uma das mais bonitas cidades do continente africano, detinham ainda a sua Associação dos Velhos Colonos, com um longo historial na prática da natação. Possuiam um linda Biblioteca e, um espaço destinado a expositores. No seu salão de festas, tinham lugar tardes dançantes, que animaram muitas gerações e ja depois do 25 de Abril, paricipei no seu salão , em várias sessões de bingo.Alegra-me o facto das suas instalações estarem bem conservadas, apesar da conjuntura moderna dada a traca antiga.

    Responder
  7. 3

    Margarida Mota

    Onde aprendi a nadar com o Prof.Matos. Saudades!

    Responder
  8. 2

    José António Oliveira

    Obrigado, fico satisfeito por saber um pouco sobre a associação. Em Lourenço Marques morámos na Afonso de Albuquerque a dois ou três quarteirões da piscina onde aprendemos a nadar penso que nos anos de 67/68/69/70, lembro-me que o professor Matos, e as medalhas que ainda temos. Obrigado pela recordação

    Responder
  9. 1

    Manuel da Silva

    Obrigado João!
    João de Sousa é considerado o “The Voice” da Rádio Moçambicana. Figura ímpar no meio jornalístico desportivo radiofónico e de quem muitos de nós guarda gratas recordações. Eu sou um deles! Só tu João poderias fazer uma descrição tão bem fundamentada da Associação dos Velhos Colonos da antiga cidade de LM, cujas instalações conheci muito bem, porque morei nessa zona (Rua dos Aviadores e Av. 24 de Julho)
    Continua João e parabéns!

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.