13 Comentários

  1. 9

    Joaquim Francisco Martins Pereira

    Eu casei com a Paula Pereira, que foi campeã de tênis e cujo o treinador era o Sr Prata Dias. Ela vivia dentro do jardim Vasco da Gama, pois o pai era o regente agrícola responsável pelos jardins em LM. Chama-se Augusto Nogueira Pereira. Ele tinha um carinho especial pelo jardim. A Paula começou aos 5 anos a treinar tênis, pois tinha a vantagem de viver junto ao clube.

    Responder
    1. 9.1

      BigSlam

      Caro Joaquim Pereira, grato pelo seu comentário cuja informação enriquece o artigo em questão. Felicitações do BigSlam à Paula Pereira.
      Apareça sempre no nosso “Ponto de Encontro!” – http://www.bigslam.pt
      Aquele abraço.

      Responder
    2. 9.2

      Paulo Carvalho

      Joaquim Pereira… Em Macau, estive com um colaborador da TVMacau,o Victor Pereira, com quem jogava tenis,por vezes.Ele deve ter sido teu cunhado,não?
      Depois, foi para os Açores e, infelizmente,julgo que já nos deixou há alguns anos.
      Era pessoa de excelente trato ,com quem gostavamos de conviver.
      Um abraço.

      Responder
  2. 8

    Antonio Mendes

    Excelente! Obrigado.

    Responder
  3. 7

    Angelina C.C. Antunes

    De facto, o jardim Vasco da Gama, era uma das pérolas da cidade maravilhosa, que era Lourenço Marques . Como estará agora? Imensas saudades.
    Obrigada
    Angelina

    Responder
    1. 7.1

      BigSlam

      Olá Angelina Antunes, a maioria das fotos deste artigo são atuais, tiradas em 2017 na viagem realizada pelo BigSlam por terras de África…
      Aquele abraço.

      Responder
  4. 6

    Pierre Vilbró

    A minha memória guarda que o Jardim Vasco da Gama era um dos mais belos locais da minha terra natal, e que muito utilizei nos meus tempos de estudante. Quer para estudar, sozinho ou acompanhado por alguns colegas de turma, como atravessando-o nas minhas deslocações entre a Escola Industrial e o centro da baixa da cidade, e vice-versa.
    Também nele foi efectuada a reportagem fotográfica exterior do meu casamento.
    Bons tempos sempre guardados, tempos que ajudaram a fazer-me e que neles eu me ia fazendo.
    Manuel Terra: Mais um belo e aturado trabalho seu. Parabéns e um abraço.

    Pierre vilbró

    Responder
  5. 5

    Rui Jose

    Uma carinhosa recordação de um lugar que encerra em si próprio histórias de vida de muitos que aí passeavam e desfrutavam do maravilhoso e encantador silêncio para descansar e refletir em momentos difíceis, à procura de paz e luzes que iluminassem o espírito muitas vezes cansado e deprimido. Um lugar onde se podia ler e estudar como muitas vezes o fiz.
    Obrigado, Manuel Terra. Um artigo esplendoroso.

    Responder
  6. 4

    Viriato Barros da Silveira

    Resta acrescentar que o conjunto escultórico das 4 “MUSAS” referenciado, é uma obra do Escultor Valle, mesmo autor das figuras em BAIXO RELEVO à entrada do complexo desportivo da Piscina do Desportivo de L. Marques.

    Responder
  7. 3

    dave adkins

    Passava pelo Jardim VD andando do Girassol, a minha casita de 71 a 74, para Centro, também jogava tenís no parque de vez em quando. . Saudades. . parque bonito..

    Responder
  8. 2

    ABM

    Esplêndido. Uma notinha: em 1924, a Av. Dom Luiz I,, que agora é a Av. Marechal Samora Machel, denominava-se Avenida Aguiar. Náo sei a data precisa em que lhe mudaram o nome mas foi nos anos 40. ABM

    Responder
    1. 2.1

      Manuel Martins Terra

      Correto, António, efectivamente a Av. D. Luís , teve no seu início a designação de Av. Aguiar. Obrigado, e um abraço amigo. Manuel Terra.

      Responder
  9. 1

    Isabel

    Muito interessante. Obrigada. Isabel

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: Content is protected !!