4 Comentários

  1. 4

    Humberto Tercitano

    È salutar ver e ouvir falar de Mocambique, o texto é optimo mas deixo aqui uma reprimenda a muitos dos mocambicanos ou ex, que apos sairem da terra jamais aqui pisaram os pés mas vivem de saudosismo, é legitimo, so que devem se abster de comentar o que nao sabem ou nao vivem a realidade do dia a dia de Mocambique. Falam ou comentam sobre o que ouvem, o que é bem diferente!!!
    Eu tambem sai de Mocambique e estive em Portugal 26 anos ininterruptos, regressei e aqui estou a 21 anos. Tenho aqui encontrado muitos mocambicanos que vem ca de ferias, outros com negocios ou ligados a empresas portuguesas e outros que regressaram para aqui ficar.
    Mocambique de hoje nada tem a haver com outrora, seja na sociedade, no desporto, na cultura e ate ao nivel das belas cidades que eram. Passaram se 45 anos após a independencia e o país pouco evoluiu por má gestao dos novos governantes, continua dependente de ajudas externas quando possui uma riqueza incalculavel -carvão, ouro, petroleo, gas, pedras preciosas, marisco, terra rica para cultivo que permitiria ser autosuficiente ao nivel alimentar, a riqueza das praias, etc…. mas a má governacao, os desvios de fundos com o enriquecimento ilícito dos altos quadros do estado, a corrupção, os maus serviços no aparelho do estado, entre tantas outras coisas fazem que após todos estes anos Mocambique mantenha-se como um dos países mais pobres do mundo com incidência na propria populacao. Custa me ter que dizer isto, mas é a realidade. Mocambique a uns anos atras estava com uma economia crescente, era considerado como um dos países com enorme potencial para investimento, muitos estrangeiros para aqui vieram e apostaram na abertura de negocios de variada índole mas, os senhores governantes, sim, eles, deitaram tudo abaixo, principalmente devido a tal Dívida Oculta de 2 mil milhoes de dolares. Com isto o FMI, o Banco Mundial, os países doadores e que mantinham o orçamento do estado deixaram de apoiar Mocambique e daí, originou a crise economica que hoje se vive aqui. Milhares de empresas encerraram, outras tantas numa situacao economica sem precedentes com riscos de subitamente terem que encerrar deixam todos aqui numa sitiuacao deveras preocupante e a ponderarem sobre o futuro!!!

    Nao vivamos de iusoes…Mocambique o que era e o que é….principalmente para voces que estando longe falam de Mocambique com uma imagem conforme viram e viveram outrora. Costuma se dizer que recordar é viver, concordo, mas nao podemos tapar o sol com a peneira, sejamos mais realistas.

    Bem gostaria que Mocambique estivesse no rumo certo, a desenvolver-se por si, bem gostaria que o povo economicamante estivesse mais estavel, bem gostaria de aqui ver os ex-mocambicanos regressarem ou aqui mais vezes visitarem e recordarem o belo passado ao som do Saudoso Joao/José (???) Maria Tudela….Mocambique, que palavra tao bonita, diga la onde ela fica….!!!!

    Tenho a consciência que esta minha observação poderá ser criticada por muitos mas apenas deixo aqui o meu ponto de vista realista.
    As minhas desculpas para quem nao concorde!!!

    Aos mocambicanos, expatriados, mocambicanos actuais…a todos bem hajam!

    Responder
  2. 3

    f.ramos34@hotmail.com

    Morei alguns anos nessa rua ( da Guiné ) no Nº. 55. Como se vê no cartaz, esse é o bairro do Mucumula, que muita gente confunde com a Mafalala. Eram bairros vizinhos. Este texto do Pierre que, creio, foi meu vizinho, me fez, mais uma vez, bater a saudade no peito. Obrigado, Pierre.

    Responder
  3. 2

    E Maia

    Obrigado Pierre.

    E mais não digo, todos sabíamos ou sabemos- lol- mesmo para aqueles que fingem e fingiram não antever (lento ou lerdo?).

    Foi tudo real!
    Pena!

    Responder
  4. 1

    José Carlos

    Chama-se a isto dizer grandes verdades, reprimidas durante todos estes anos, e por isso mesmo, politicamente incorretas.
    Um abraço para todos os Moçambicanos, independentemente da cor da pele, de onde vivam neste preciso momento, e das convicções políticas ou religiosas.

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.