35 Comentários

  1. 24

    Eduardo Da Naia Marques -

    Nasci em Lourenço Marques e frequentei o Liceu Salazar (1941 -55).Foi das mais válidas experiencias que a vida me proporcionou ! MUITO ME FICOU NA MEMÒRIA e na FORMAÇÃO ! Escrevi há uns anos um livro de memórias que intitulei “O QUE AFRICA ME ENSINOU” com Prefacio de Marcelo Rebelo de Sousa, onde constam algumas crónicas, sendo uma dedicada ao Liceu de LM . Como me parece que está esgotado, poderei fazer uma cópia da crónica dedicada ao tema ,e publicarei aqui ,se algum interesse for manifestado. Conservo ainda na Memória e na Amizade, colegas e Professores
    que tive nesses tempos…

    Responder
    1. 24.1

      BigSlam

      Caro Eduardo Marques, o BigSlam tem todo o interesse em que esse e outros relatos sobre Moçambique, sejam aqui relatados.
      Aqui fica o endereço de email do BigSlam, para contactar em caso de necessidade: geral@bigslam.pt
      Aquele abraço e obrigado!

      Responder
  2. 23

    Isabel Pinto

    Andei no Liceu António Enes que nāo era tāo ‘chique’ mas adorei ler o artigo. Muito bom. Parabéns. Viva L.M. e todos os que por lá nasceram e guardam ótimas recordações da nossa querida cidade.

    Responder
  3. 22

    Antonio Sa Nogueira

    A tua mãe foi minha professora de francês e o teu avô chamava se João ?

    Responder
    1. 22.1

      J. Melo

      O que fez Josina Machel para o liceu ter o seu nome? Foi academica? Professora? Ministra da educação?

      Responder
    2. 22.2

      J. Melo

      O Big slam faz censura dos comentários

      Responder
    3. 22.3

      J. Melo

      O Big Slam é o maior

      Responder
    4. 22.4

      Carlos Teixeira

      És irmão do Manuel e do Pedro? Andamos os 4 no Clube de Judo de LM.
      Carlos Teixeira

      Responder
  4. 21

    JOÃO ROMÃO

    Naquela foto a cores tirada à frente do liceu, sim estou eu e ao lado o meu amigo Cerejeira.
    Foram uns tempos magníficos neste esplendido liceu.

    Responder
  5. 20

    Paulo Carvalho

    Faz parte da história da ex-Lourenço Marques.

    Responder
  6. 19

    Victor Manuel F Correia Mendes

    Foi com muito agrado que tive oportunidade de ver ( e rever) o artigo sobre o liceu, quiçá o melhor estabelecimento de ensino existente em todo o território português, na época.Frequentei o liceu do 1º ao antigo 7º ano e não posso deixar de reconhecer que foram dos melhores tempos da minha vida e onde estabeleci as amizades, que ainda hoje mantenho.Verdadeira escola de ensinamentos para a vida e local de encontro obrigatório, mesmo nas horas de ócio, que aproveitávamos para a pratica desportiva.( basquetebol, futebol, voleiball mini ténis, etc.)

    Responder
  7. 18

    Cândido Ramiro Filomeno do Carmo Azevedo

    Excelente texto. Fui aluno deste liceu 3 anos. Parabéns Cerejeira.

    Responder
  8. 17

    José Felizardo

    Como o meu irmão, fui aluno deste monumento do qual tenho imensas saudades e não menos historias…
    Já com 15 anos entrei para a R.M. Rádio Mocidade que frequentei até entrar para a Tropa.
    Já fui a Moçambique algumas vezes e sempre vou visitar esta parte da minha vida…. assim como o Museu que ainda está em boas condições (penso eu) e cujo cheiro me deixa saudoso…
    Um grande abraço para todos..

    Responder
  9. 16

    João Gouveia

    Fui aluno do 1º ao 3º ano (onde chumbei a várias disciplinas entre as quais a do “Sorna”, geografia). Depois estive nos Maristas. Voltei no 6º ano em 68. Foi aí que nasceu a Onda Pop com o Luís Arriaga e o Duarte Nuno (hoje Médico) e o conjunto H2O. Os 3 frequentámos a Rádio Mocidade com destaque para o Luís. Creio que a Amélia Muge a Natércia Barreto, a Alexandra (Maria José Canhoto e o Mário Crespo não andaram lá. Mas o filho do Professor Tadeu, Jorge Tadeu foi meu colega de turma e ele é o fundador, pastor e dono da Igreja Maná. Também o cantor Fernando Correia Marques foi meu colega. Em 73/74 como aluno do 3º ano de Engenharia dei aulas de Matemática e Desenho ao 4º e 5º ano (hoje 8º e 9º) até ser expulso pelo Reitor Alcântara no dia 21 de Abril de 1974 por ordem da PIDE/DGS. Tive professores fantásticos como os Drs. Frescata, Rui Gouveia, Marina Correia, Domitília Apolinário, Eduarda Nunes, Tadeu, Queirós, Rui Quadros e outos que por lapso do PDI não me recordo o nome como a de Ciências mulher do Ferro. Interessantes eram as alcunhas de alguns como o tiralicas, o mamada das 11, a Just like a man ou a chica bagio. O Liceu Salazar/Ana da Costa Portugal era o maior e mais bem equipado Liceu de todo o Império Português, tal como o RCM também o era.

    Responder
  10. 15

    Manuel Martins Terra

    Também frequentei o Liceu Salazar ,com uma passagem efémera, já que me identificava mais com o ensino técnico. Reconheço a qualidade de ensino e rigor, que ali era ministrado, com professores de elite que o Fernando Cerejeira, enumerou. Recordo que apanhava o velhinho AEC, machimbombo da carreira 19, a caminho do liceu, e os mais velhos e mais próximos do estabelecimento de ensino, iam de bicicleta, que depois as estacionavam no pátio de recreio situado por baixo do bar. O reitor creio que era o Dr. Alcântara,que como é referido no post anunciava alguns avisos, transmitidos para o interior das salas de aulas através do sistema de som ali instalados. Lembro-me que a biblioteca, ficava instalada no 2* andar, onde se fazia sentir com frequência a sinfonia do vento, que parecia assobiar. O funcionário era o Sr. Amaral, que cuidava bem dos livros. A piscina, tinha a particularidade de ter a àgua aquecida, Lembro-me do Prof. Igemenio Tadeu, professor de educação física, que nos “presenteava” com um carolo, quando entravamos no ginásio com as sapatilhas sujas. As actividades da MP, tinham lugar aos sábados, no parque Silva Pereira, perante o olhar dos transeuntes e os sorrisos das raparigas da ala D. Ana. Fiz parte ainda do Grupo Coral, sob a orientação do Maestro José Queirós. Recordo também a figura do Cónego Pinheiro, que adorava contar histórias. Para quem o frequentou do 1* até ao 7* ano,jamais poderá esquecer a sua magnificência.

    Responder
  11. 14

    Francisco Duque Martinho

    Óptimo artigo, a que o BigSlam já nos habituou. Também por lá andei um período do segundo ano (tinha feito o 1º em Luanda e o 3º foi em Nampula onde o meu Pai foi colocado – como se imagina chumbo, aliás o único durante o liceu), e depois a partir do 3º ano. Finalista em 67, onde ingressei nos EGUM. Boas memórias, grandes Amigos ali feitos e que ainda hoje perduram … tivemos uma juventude feliz. Dos professores não mencionados lembro-me do Cardigos dos Reis (Geografia), Vieira Júnior (Matemática), a mulher do Samuel Moral dos EGUM cujo primeiro nome não me recordo, um que lecionou pouco tempo chamado Rui Ribeiro (Físico Química e de alcunha “rebenta retretes” – era bastante alto e forte), etc. Bons tempos, sempre bom recordar.

    Responder
  12. 13

    Virgínia Fialho Alves

    VIRGÍNIA FIALHO ALVES. (Gigi)

    Foi no liceu Salazar que fiz o ensino secundário. Depois licenciei-me em Medicina Veterinária tb em Lourenço Marques.
    Sou a quarta aluna, da esquerda para a direita, do grupo do que veio a Portugal em missão de “desagravo” pela tomada de Goa pela India e cuja foto do dia 10 de Março de 1964 está inserida na reportagem.
    Bons tempos e quanta camaradagem existia nesse grupo.

    Responder
  13. 12

    antonio Poinha

    Frequentei o Liceu desde a sua inauguração ate ao meu 7ºano……como professores….Alvaro de Matos …Pires dos Santos….Rui Gouveia…… Francisco Martins….Maria Virginia Martins….Patricio Simão….Prata Dias …Vieira Junior,,,,,Laborde Bastos……..Samuel Miguens……Cansado Gonçalves…….Deolinda Martins…….Jardim……Pereira da Silva…..Eurico Cabral…..Reis Costa……”””= Caçador”””……e os velhos continuos….Azevedo….Reis…..Vinagre…..saudades de tempos de verdadeiro “””paraiso””” em que vivemos……o meu reconhecimento a todos…….bem me conheciam nas festas de Natal com o meu acordeão……….grato a todos.,…..colegas …..professores……sem mencionar tantos outros …….BEM HAJAM

    Responder
  14. 11

    josé Carlos R. Nunes

    A minha mulher, Maria Rosalina C. Castro Nunes, deu lá aulas de Geografia, anos letivos de 71 e 72.

    Responder
  15. 10

    Carlos Amorim

    Não referiram o teu professor preferido, de nome, Rui Cró.

    Responder
  16. 9

    uew a todos nós

    PARABÉNS, PARABÉNS. E, mais um grande abraço pela lembrança e muito mais ainda pelo trabalho executado na busca dos respetivos elementos fotográficos e escritos. Este trabalho,
    muito louvável a que devemos um grande agradecimento pela recordação que nos causou.
    Apesar de não ter frequentada qualquer escola naquela grande e linda cidade conhecia com gratidão, a mesma não deixando de agradecer a linda publicação recordando o passado, lindo que foi. Um abraço para cada um e as maiores felicidades.

    Responder
  17. 8

    arnaldosacras@hotmail.com

    Fui aluno do Liceu Salazar nos 6º e 7º ano – turma B, entre 1969 a 1971. Boas instalações, ensino de referência, colegas inesquecíveis. Quantas saudades !

    Responder
  18. 7

    Dulce Gouveia

    Parabéns pela reportagem, é sempre bom conhecer a origem das coisas!
    Este liceu era o supra-sumo das instituições educativas do país.
    Embora não tivesse frequentado este liceu como aluna ( era acérrima rival vizinha – Escola Comercial ),
    cheguei a leccionar lá, na parte do ensino preparatório, no ano lectivo de 73/74. Foi o meu primeiro ano de trabalho, era maçarica.
    Nunca mais me esqueci de 2 turmas do 1° ano ( 5° actual ), uma era a turma do 1° A, das betinhas, filhas dos professores que apreendiam tudo ràpidamente e meninas de quadro de honra; a outra era o 1° J, das repetentes, que andavam a marcar passo, com idades avançadas e que não queriam mexer um dedo; mas fiquei emocionalmrnte ligadas a elas embora as aulas fossem um desastre.
    Do 1° A, ainda encontrei 2 gémeas em Coimbra e do 1° J, cheguei a ser professora do filho duma das alunas, na escola do Monte Estoril.
    Constava-se que o Zeca Afonso tinha sido professor no Liceu Salazar antes de ser preso.

    Responder
    1. 7.1

      Isabel Menezes Bandeira

      Dulce, o Zeca Afonso foi professor mas no Liceu António Enes.

      Responder
  19. 6

    Carlos Hidalgo Pinto

    Creio que Natércia Barreto foi aluna da Escola Comercial Azevedo e Silva.

    Relativamente ao corpo docente desse Liceu, falta o nome da professora de Francês e também de Português, Dr.a Custódia Lopes. Ela era irmã da professora de Desenho, Bertina Lopes que leccionou na Escola Comercial e na Escola General Machado.

    Responder
    1. 6.1

      João Pedro Cruz

      A minha mãe foi professora de francês e português no liceu até outubro 1974 .
      Mais conhecida pela alcunha de Pantera Negra … Emília Cruz .
      Também fui aluno desse liceu

      Responder
      1. 6.1.1

        Helena Barreira

        És o irmão da Rita, Dudu? A Rita foi para o Canadá. Era conhecida pela Baratinha.

        Responder
  20. 5

    Rogerio Cunha

    Boas memórias (foram 7 anos da minha vida (1º ao 7ª))

    Responder
  21. 4

    Hernani Cidade Oliveira

    Fui aluno deste liceu em 1967, depois decidi mudar-me para as escolas técnicas onde fui acabar no curso industrial.

    Responder
    1. 4.1

      Hernani Cidade Oliveira

      Nesta altura morava na Av. Belegarde da Silva na Polana.
      Ia a pé para o liceu era um pertinho.
      Lembro dum colega o grande saltador (salto em altura) Correia Mendes

      Responder
      1. 4.1.1

        BigSlam

        O Victor Correia Mendes, antigo recordista nacional do Salto em Altura, aparece em primeiro plano na foto do jogo de Andebol entre o Liceu e a Escola Comercial. Grande atleta!

        Responder
  22. 3

    António Oliveira

    Andei no 2º ano em 1962. Fui aluno de Francês do Dr. Pires dos Santos, que era o diretor de ciclo. Também do Prof. Prata Dias.
    Morava num R/c na Av. General Roçadas, perto do Parque José Cabral. Apanhava o 5 dos SMV de manhã, na Massano de Amorim, e à hora de almoço para voltar a casa. Mudei-me depois para Sommerchild, ao lado do Dr. Amado, médico muito célebre na capital, Tinha um Buick V8, preto, com uma grande pala, Carro inesquecível. O bairro começara a ser construído tal como o prédio Buccelato. Voltei para a Beira, de onde sou natural.
    Em 1969 completei na época militar, o 7º ano, com a cadeira de filosofia que tinha em atraso, Quem me fez a oral era uma senhora Dra. de quem já não me lembro do nome.
    Hoje vivo em Lisboa, desde 1976.
    Boas recordações tenho de LM.
    Cumprimentos para todos.
    António Oliveira

    Responder
  23. 2

    José Miranda

    Ó meus amigos,também passei por lá nos anos 70,só ficaram boas recordações,saudações amigas,para todos que por lá passaram

    Responder
  24. 1

    Joao Felizardo

    Fui aluno de 1964 a 1971 ! Alguem tem fotografias dos finalists de 1971 ? Varios dos nomes citados foram meus professores !

    Responder
    1. 1.1

      Victor Madeira

      Olá João. Fomos colegas durante esse período.

      Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: O conteúdo está protegido.