4 Comentários

  1. 3

    Maria Cirne

    Caro Prof. Rui Batista, estou a realizar uma pequena investigação histórica que julgo poder estar relacionado com o avô J. Pereira da Silva. Como não tenho outra forma, peço-lhe a gentileza de me enviar um contacto de email para poder contactar o Sr. Prof. Agradeço a sua atenção.

    Responder
  2. 2

    Rui Baptista

    Faz bem ao ego, num sistema educativo em convulsão em que a escola se transformou num verdadeiro campo de batalha de energúmenos (sem generalizar por as generalizações serem perigosas por pagar, por vezes, o justo pelo injusto!), a minha escrita ter eco positivo em quem lê as minhas críticas amargas como o fel. Aliás, encontro inspiração para elas na genialidade de Eça de Queiroz, meu escritor de mesinha de cabeceira de noites insones, que viu na velha estupidez humana cabeça de touro que farpeou nas suas crónicas “As Farpas”. Falta-me o génio – ainda de simples de anão, perante um vulto gigante – sobra-me a admiração por um dos maiores vultos da literatura portuguesa. Um abraço grato.

    Responder
    1. 2.1

      Rui Baptista

      Este meu comentário é em resposta ao comentário de Silvino Costa

      Responder
  3. 1

    Silvino Costa

    Excelente apresentação do estado caótico do ensino em Portugal. Pessoalmente continuo a ser de opinião de que o anterior sistema era de longe superior e mais produtivo do que o que o ilustre professor Veiga Simão conseguiu fosse adoptado em Portugal.

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.