3 Comentários

  1. 2

    Cândido Ramiro Filomeno do Carmo Azevedo

    Obrigado dulce. A nossa terra está sempree presente. Beijinho

    Responder
    1. 2.1

      Zé Carlos

      Caro Cândido Azevedo,
      Pelas amostras até agora publicadas e por mim bem apreciadas e digeridas, estou convencido que és homem com muito talento e muita paciência para estas coisas.
      Saber contar a história simplesmente como um observador sem se subir ao pedestal do conquistador ou lembrada como perdedores não é muito fácil, e no caso de eventos corridors à séculos atrás, muito mais dificíl.
      No teu caso noto que é bem demonstrado o bom senso, perspicácia e balanço objectivo por ti conseguido.
      Infelizmente, as grandes voltas que se fizeram e conhecimentos e sabedorias conseguidas ao longo dos tempos, plo menos no âmbito da era e até aonde se chegou como nação império… fico com a impressão que os DDT ao longo do caminho, muitas vezes deixaram-se engordar perderam-se na sua obrigação que tinham e teêm no contrato do destino conjunto… E hoje em dia, práticamente regressamos ao ponto (talvez antes) da partida.
      Aguardo com antecipação os teus próximos molha bicos.

      Responder
  2. 1

    Dulce Gouveia

    Cândido, é com prazer e curiosidade que leio os teus textos.
    A nossa história é tão rica e variada que estamos sempre a aprender.
    Chegámos a ser o maior império do mundo, com uma população tão pequena e……acabámos reduzidos a isto……
    Kanimambo!
    Abraço

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: Content is protected !!