7 Comentários

  1. 6

    Angelina C. C. Antunes

    Foi bom recordar a cidade mais linda que conheci. Vivi lá, dos 21 aos 32 anos de idade. Deveriam ter sido os anos mais felizes da minha vida,mas foram anos de muito trabalho e bastante sofrimento.Aqui,eu recordo o nosso Camões <>

    Responder
  2. 5

    fernandocerejeira@msn.com

    Senhor Carlos Saraiva
    Em primeiro lugar aproveito para o cumprimentar.
    Em segundo lugar devolvo-lhe a pergunta:
    O que é que o senhor tem a ver com a tal “classe” a que eu supostamente pertencia?
    À época eu era um jovem estudante dos Marista. Posteriormente fui aluno no então Liceu Salazar ande completei o antigo 7º anos para depois me formar em Direito em Lisboa.
    O meu saudoso pai exercia funções como Inspetor Superior nos CFM.
    Mais alguma pergunta?
    Ao seu dispor,
    Saudações amistosas.

    Responder
  3. 4

    Orlando Oliveira

    Muito bom recordar aqueles tempos que nunca sairão da nossa memória.
    O pior são as saudades do nosso modo de viver tão simples e divertido.

    Responder
  4. 3

    Wanda Serra

    Mto apreciado por mim este maravilhoso reviver de um inesquecivel tempo.

    Gostei Fernando

    Responder
  5. 2

    Carlos Saraiva

    O texto diz alguma coisa da nossa vida em LM, mas não entendi, se calhar por falta de inteligência da minha parte, o que quereria fizer com “era uma rambóia protagonizada pela aburguesada e nova-rica “fidalguia desfilante” trajando elas “Laurentina Borges” e eles smoking do “Principe de Gales” e os menos abastados as fatiotas da “Saratoga” os assim-assim com sapatinhos da “Hélio”- – – – – – – – – – – – – – -, só fiquei com uma dúvida, a qual destas “classes” pertencia o Sr. Fernando Cerejeira? Fico a aguardar uma resposta, mesmo que seja “aborguesada” mas sincerado autor. De um remediado que vivia assim-assim, mas trabalhador, na nossa maravilhosa Lourenço Marques.

    Responder
    1. 2.1

      Maria Alice Gomes

      Olá Carlos já que não posso falar contigo de outra maneira aproveito para saber como estás e a tua família está tudo bem olha nos por cá estamos muito mal não sei onde vamos ter seja o que Deus quizer espero que não fiques aborrecido por escrever aqui mas já tenho saudades de falar contigo que Deus vos abençoe e um beijinhoho para ti e tua família resto de domingo muito feliz na paz de Deus

      Responder
  6. 1

    Zulfi

    Muito agradecido Cerejeira por me ter ajudado a reviver aqueles belos momentos no que foi um paraíso para mim e como noto para muitos.
    Deixei essa linda terra em rumo para a Inglaterra em 1968 mas o coração ficou la!,,

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: Content is protected !!