11 Comentários

  1. 7

    Augusto Martins

    P A R A B É N S!
    Embora com atraso, mas aqui vai o meu abraço com votos de muitos mais dias destes, cheios de saúde e felicidade e o meu agradecimento pelos momentos de felicidade que senti quando assisti às suas vitórias.

    Responder
  2. 6

    Paulo Carvalho

    Parabéns amigo Labistour.Desejo que por muito tempo,tenhas saúde e vivas sempre com alegria junto da familia.

    Responder
  3. 5

    Teresa Viegas

    Parabéns ao jovem Labistour! 🌹💕
    😘😘😘

    Responder
  4. 4

    Carla Domingos

    Li a sua mensagem, o Labistour agradece.

    Responder
  5. 3

    jose alexandre russell

    Parabéns. Saúde.

    Responder
    1. 3.1

      Carla Domingos

      Li a sua mensagem, o Labistour agradece.

      Responder
  6. 2

    Paulo Almeida

    Parabéns muitos com saúde. Abraço.

    Responder
    1. 2.1

      Carla Domingos

      Li a sua mensagem, o Labistour agradece.

      Responder
  7. 1

    Liakatali Fakir

    Parabéns Senhor Labistour que passe hoje um feliz aniversário e que celebre muitos com saúde e paz.
    A melhor homenagem que possa partilhar com o universo Bigslam, é registar um episódio que me marcou como atleta e Homem num jogo de Juvenis entre o meu Malhangalene, (onde pautavam o Russel, Luis Gonçalves, Fernado Afó, David Carvalho, os gémeos Sequeira, Armindo e Eu) e o Sporting Clube de LM (Rui Pinheiro, To-Mané, Morais, Rendas, os gêmeos Jóias, entre outros); realizado na época de 1966/67 no famoso Pavilhão do Malhanga.
    O jogo que até ía bem na 1.ª parte, estava bem equilibrado, mas no 2.º tempo as coisas não corriam nada bem para nós, e quando numa jogada o Tó-Mané simulou uma falta e ao ser considerada por má interpretação, fiquei danado e disse ao Tó-Mané que da próxima vou mesmo te bater e depois podes fingir á vontade. Não demorou muito e logo na jogada seguinte tive uma atitude infeliz dei uma daquelas porradas antidesportivas merecedoras de expulsão e eu já convencido que o jogo para mim tinha acabado ali e o nosso treinador na circunstância – José Cunha, assim como a restante equipe convencida do mesmo, entra em cena um Senhor – Labistour Alves, chama-me a parte e como verdadeiro mestre deu uma lição para o meu desenvolvimento pessoal enquanto atleta amador: “miúdo, joga basquete tu sabes jogar..,” e apenas levei uma falta técnica e a única na minha vida de basquetebolista.
    PS – sei que são cenas da vida pessoal que podem ter passado despercebidas aos demais atores, designadamente o Senhor Labistour e bem assim o querido e simpatiquíssimo Tó-Mané (I’m so sorry, on passant), já nem se lembram, mas para mim foi um triste marco na história pessoal, caso não fossem homens como o Senhor Labistour e outros da sua geração tais como: José Lopes; Luís Pina, Francisco Marques; Hermínio Barreto; Adam Ribeiro; entre outros, a formação de enormes basquetebolistas laurentinos não teria chegado onde chegou.

    Responder
    1. 1.1

      Carla Domingos

      Li a sua mensagem, ele agradece pelos parabéns, mas também com o conselho que lhe deu, como deve imaginar ele não se recorda. Ele pergunta, se ele nesse jogo era árbitro?

      Responder
      1. 1.1.1

        Liakatali Fakir

        Sim, foi árbitro e foi num sábado no pavilhão da Malhangalene,

        Responder

Deixe o seu Comentário a Augusto Martins Cancel Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: O conteúdo está protegido.