4 Comentários

  1. 4

    luis reis - guibebe

    Como gostaria de saber, para poder manifestar o meu sincero apreço ao realizador deste árduo e empolgante trabalho de cabouqueiro realizado para nos trazer, no conforto dos nossos lares, a nós – naturais de LM uns, e laurentinos de coração outros – as saudosas imagens de pessoas, lugares e coisas da nossa terra, ciosamente guardadas nas nossas memórias. Como gostaria de poder deter o dom da escrita que me possibilitasse exprimir com fidelidade toda a emoção que estes vários e bem condimentados relatos e imagens dessa belíssima viagem ao passado da antiga LM me proporcionaram – vivi intensamente, uma vez mais, revendo emocionado e, por que não dizê-lo, com uma lágrima no canto olho, inesquecíveis e indelevelmente marcados em mim, lugares que conheci e palmilhei a maior parte deles durante toda a minha infância e parte da minha juventude. Lembranças de lugares e pessoas que fizeram também parte da minha estória em LM. Muito obrigado, meu Amigo, permita-me assim tratá-lo, por tantos e tão gartificantes momentos que me proporcionou com o seu maravilhoso trabalho. Bem haja!
    Luis Reis-Guibebe
    Em tempo: Não só os clubes da baixa de Maputo, mas assisti também, como não podia deixar de ser, a todos os seus passeios em Maputo e Jo’burg.

    Responder
  2. 3

    Eunice Baptista

    Olá Samuel, por acaso a sua avó morou por cima da casa de Belarmino de Abreu? Esta casa foi construída pelo meu avô que sempre moraram no R/C. A minha tia ainda aí mora. Obrigada por partilhar esta foto.

    Responder
  3. 2

    Victor Nunes dos Santos

    Muito obrigado por nos facultar fotos de um local que não sai da nossa memória. Lourenço Marques. Eu vivi na Rua Brito Camacho, tendo em frente a Rua Princesa Patrícia e do lado esquerdo o Hotel Avis. Saí de Moçambique em 1977 e voltei lá em 1996, tendo permanecido 1,5 mês em Lourenço Marques. Corri a cidade toda a pé; naquela altura era proibido fotografar ou filmar, pelo que não tive hipótese de trazer fotos para mostrar e recordar. Hoje com esta “pequena/grande” reportagem que o Samuel apresenta, vieram-me as memórias e saudades de sítio onde fui muito FELIZ, Agradecido.

    Responder
  4. 1

    Nelson Silva

    Boa Samuel. Boas recordações me trouxeram as fotos e textos. Nas ruas principais – parece-me – os passeios e estradas não parecem mal conservados. Pior, lá para os lados da Anchieta. Fico a aguardar a próxima. Abraço

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.