4 Comments

  1. 4

    jmendesdealmeida

    Adorei Samuel. É bom ver como perduram as amizades de há tantos anos e como elas se sobrepõem a tudo o resto…e isso é que é importante.
    Quanto à cidade, apesar da necessidade de crescer e modernizar…nada é como a nossa cidade, a mais bonita cidade africana do seu tempo! Nunca mais será como dantes…

    Reply
  2. 3

    Carlos Hidalgo Pinto

    Aquela mafurreira do Parque dos Continuadores(ex-Parque José Cabral) protegia e continua a proteger do sol, o público que assiste ás provas de atletismo. A sua ampla copa esférica e a folhagem verde brilhante, serve de poiso aos agentes polinizadores. O seu tronco é utilizado na construção de embarcações e as suas sementes são protegidas pelo fruto e servem, igualmente, para a produção do óleo de mafurra (plantas angiospérmicas). Simboliza uma postura positiva, porque dá e deu sementes e fruto. Sobrevive a intempéries e mantém-se firme. É algo que permanece em pé, indestrutível e que irá continuar a existir, desde que a deixem frutificar.

    Ora o Samuel, a esposa e restante família residente em Maputo, contribuíram para um belo reencontro emocional e rico de topofilia para quem lá nasceu e viveu. Estas andanças, são um perfeito contributo cultural e desportivo para o estreitar de relações, entre os povos português e moçambicano.

    Reply
  3. 2

    Dina Tomaz

    Adorei! Por momentos parecia estar lá. .. obrigada Samuel.

    Reply
  4. 1

    Nelson Silva

    Boa, Samuel!

    Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.