8 Comments

  1. 8

    ivone rosa cagica

    Fiquei a morrer de saudades, João de Sousa, até de mim te referiste. A patinadora ivone rosa! Saltaram- me lágrimas de saudade da nossa juventude inesquecível e única! Obg! Áfricaminha!

    Reply
  2. 7

    francisco salvado da costa

    obrigado joao de me lembrares a minha infancia pois eu sou o irmao patinadoras ana maria e maria dos anjos miamjo casada ex Mario Albuquerque e depois com Fernando adriao eu vivia na esquina da caldas Xavier e rua de Coimbra o covinhas andou comigo na joao belo onda o mini basket foi uma grande Gloria havia umas escolas que tinham un jogadores de 2m de altura mas nao era por isso que a grande joao belo ganhasse o canpeonato donde ven o david carvalho o Antonio Araujo e os irmaos eramos os putos da rua de Coimbra que desde os escuteiros davamos a volta desse atletico ao malhanga era a nossa casa a chateiar o velho fonseca o pai do fonseca maluco do pai adriao e sapataria ao lado dos correios I casa dafni do grego e uma estoria muito grande as borlas do luta livre o carlos rocha e daidone as touradas cuando o pracas tocava na corneta o baile da pinhata o eu eurico goncalves o afo e cachorreiro

    Reply
  3. 6

    António Santos

    -Quanta emoção ao ver este lindo trabalho,que recorda momentos tão felizes das nossas vidas ,bairro,clube,escola,cidade,pessoas,etccc….e os lindos comentários também……OBRIGADO/KANIMANBO E HAMBANINE…….

    Reply
  4. 5

    Teixeira Brites

    Bom dia!

    Quando regressamos a Portugal e nos instalamos na cidade do Porto (1976), o meu Avô chegou a levar-me às Antas e a emitir o seu grito durante os jogos do FCP…

    Abraços

    Reply
  5. 4

    Irene Grilo

    João de Sousa……..Joãozinho querido, tu és, de facto, único. Tens uma escrita e um cunho muito próprio, muito teu e inconfundível. Nesta peça a tua Alma, e como tal do MALHANGA, cor do céu……salta do papel, do ecrã para dentro da minha. Não há detalhe que falhe……estou lavada em lágrimas, não fosse só por uma das fotografias favoritas do meu Pai querido, mas por tudo o que mencionas……….desde a minha professora Lotte Cadenbach, tinha eu 16 meses e patinava nos patins feitos por medida pelo Pai Adrião (sobrevivem ainda), ao nosso grande Campeonato Nacional de Basket de 1974, grande feito esse, aos fabulosos rallis que o meu Pai organizava de forma rigorosa e impecável, às Copas Malhanga, estádios cheios….ao nosso querido Sr.Malhanga que me deixava lambuzar de doces no bar do clube, ao Zé Graça lindo, ao Delfim Leitão, ao Cunha, ao nosso queridíssimo Lecas…….são tantos……LINDOS todos. E TU também…….consigo ouvir a tua voz na rádio, nesses tempos. Bem-Hajas meu querido. Que a LUZ te ilumine sempre. Um beijo na alma. MALHAAAAANNNNGA!!!

    Reply
  6. 3

    Carlos Saraiva

    Obrigado amigo João por me teres feito recuar 50 anos na minha vida tudo o que dizes foi real. Também eu morei e joguei na Malhangalene , andei na J. Belo da 1ª à 4ª classe, recordas os sábados de manhã em que tínhamos Mocidade Portuguesa e estávamos na formatura e víamos o prof. Renato a vir na nossa direção com a língua enrolada, o que era sinal de que alguém ia “comer” ou ficar com a marca das suas unhas nas orelhas? Eu morei na rua da Malangalene onde havia o Simões ao cimo assim como o barbeiro do qual não recordo o nome. Joguei hóquei com essa rapaziada a que te referes e o “PORTO” sei que ficou por aí. Há bem pouco tempo fizemos um almoço com a malta do hóquei, estiveram lá o Esteves ( regressou o mês passado para a África do Sul) o Zé Adrião o Dado o Moisés o Elidio (seccionista) bem como duas patinadoras do nosso tempo a Odete e a Linda Leitão. Vou ficar por aqui embora tivesse muito mais coisas para recordar. Alguém sabe o que é feito do Isaque que era seccionsita do basquete? Um abração para toda esta juventude do nosso tempo.

    Reply
  7. 2

    Dave Adkins

    O Sr. Stanley Rygor – obrigado pelo quadro da mulher bonita e também pelo uso da maquina de escrever. Gostava de passar pelo distrito do seu negocio em LM numa secção da cidade muito vivo. . Ainda está em LM? Dave A.

    Reply
  8. 1

    Braga Borges

    Obrigado João, por me trazeres à memória o Bairro onde vivi os primeiros cinco anos da minha vida.

    Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.