3 Comentários

  1. 1

    ABM

    Estas publicações deviam ser digitalizadas e colocadas online para podermos lê-las.
    A lista dos nomes citados é impressionante.

    Não percebi um detalhe. Se o jornal operou apenas em 1960, como foi encerrado novamente em 1975?

    ABM

    Responder
    1. 1.1

      Mário N Pereira

      Boa noite. Gostei de ver esta “entrada” sobre a “Voz de Moçambique” no Big Slam. O Homero Branco, Diretor da VM, era meu sogro. Posso afirmar que várias vezes foi chamado à PIDE pelas publicações que ele e os outros colaboradores indicados no corpo da notícia faziam. Lembro-me de uma história em que foi chamado à famigerada Vila Algarve, com o Mário Machungo. Não era fácil pensar pela própria cabeça na altura e envolvia coragem e espírito de sacrifício, pessoal e profissional. Recordo que foi particularmente perseguido aquando de uma primeira página do jornal que saiu a criticar o luxo do novo edifício do BNU com uma frase de Churchill – “nunca tantos deveram tanto a tão poucos”. Esta publicação teve como consequência direta perder o emprego na Cometal Mometal. Antes tinha trabalhado no CFM e na Shell. Depois de ficar desempregado valeu-lhe a ajuda do irmão, Luís Branco, Comandante da DETA, que o apoiou na criação da FABRIMETAL (com outros sócios), onde era sempre preterido em concursos públicos de adjudicação de serviços ao estado.
      Valeu-se sempre nessas idas à PIDE o apoio do Dr. Adrião Rodrigues, grande amigo. Num dos livros do Eng. Eugénio Lisboa uma referência à VM e ao Homero Branco.

      Responder
    2. 1.2

      Mário N Pereira

      António, boa noite. Na Biblioteca Nacional estão alguns exemplares.
      O jornal não operou só em 1960. Creio que saiu sempre até 1975.
      Abraço.

      Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2020 - Todos os direitos reservados.