10 Comentários

  1. 10

    Victor Nunes dos Santos

    Fernando Adrião, meu ídolo desde a infância, fomos mais tarde bons amigos e cunhados (pai do meu sobrinho Bruno Adrião). Vê-lo jogar era uma delícia e para mim foi o jogador mais representativo no mundo do hóquei em patins. Saudades!

    Responder
  2. 9

    Herculano

    Já quase no final da vida uns 5 anos anos, seu sonho era berços países asiáticos praticando hóquei em patins . Índia, Coreia do Sul e Paquistão lhe pediram vídeos e literatura para iniciar a modalidade. Também estudava a possibilidade de haver uma nova bola , com características diferentes, mas nunca divulgou sua ideia. Descansa em Paz amigo

    Responder
  3. 8

    Mário Jorge Azevedo

    Tive o privilégio de ser treinado pelo seu Pai. Enorme saudade desse tempo maravilhoso que passei no Malhangalene. Tudo passa nesta vida mas resta a felicidade de ter vivido esse tempo.

    Responder
  4. 7

    Luis Raposo

    Tendo nascido na Beira
    ( Moçambique) a primeira vez que vi o Fernando Adrião jogar foi no Provincial de 1964 que se realizou no Pavilhão do Ferroviário da Beira entre Malhangalene- Ferroviário da Beira, aonde jogavam o Zé e Fernando Adrião o Malhangalene treinado pelo pai Adrião.
    Foi um encanto ver jogar o Fernando Adrião, jogador muito elegante de uma técnica e inteligencia eximia, para mim (como ex-praticante do hóquei) o jogador mais completo que vi jogar, pois podia jogar em qualquer posição.
    Ficou na história do hóquei nacional também devia estar no Panteon a fazer companhia ao Livramento.

    Responder
  5. 6

    Jose Silva Pereira

    FERNANDO ADRIAO , ícone nacional do desporto, na modalidade de Hóquei em Patins.
    Muito me entristece ver que aqueles que tutelam o Desporto ignorem o Homem que ele foi e que promoveu o nosso País como o maior dos maiores, por esse mundo fora… Merecia bem mais e muito melhor!
    Tive o privilégio de privar com ele ao nivel profissional, na SUT em Moçambique e cá na Tabaqueira / Philip Morris. Recordo-o com muita saudade, como um grande Senhor que era!
    Não posso deixar de prestar, aqui, a minha humilde homenagem a quem, no desporto, fez vibrar, por várias vezes, esta Nação, enchendo de alegria o coração dos Portugueses deste Portugal à beira-mar plantado.

    Responder
  6. 5

    Manuela Carvalhal

    Reportagem muito interessante!Obrigada, João de Sousa! Todos os Moçambicanos da altura tinham uma paixão pelo Adriao e Bouçós!

    Responder
  7. 4

    f.ramos34@hotmail.com

    Velho Adrião ( pai ) de quem fui amigo e ainda me lembro bem de quando me despedi dele no cais, no dia em que embarcou para o Brasil. Saudades de ambos, ( pai e filho ).

    Responder
  8. 3

    Orlando Oliveira

    Igual a ele e ao malabarista Livramento, tão cedo não haverá

    Responder
  9. 2

    Diogo Amotoso Lopes

    Obrigado pelas enormes alegrias que nos proporcionaram

    Responder
  10. 1

    José Russel

    A história de um grande hoquista.

    Responder

Deixe o seu Comentário a Mário Jorge Azevedo Cancel Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.