4 Comentários

  1. 4

    Jorge Aboim para não jr

    Li e recordei os meus tempos do nosso LM, faço parte da famosa esquina da Mobilarte,onde todos os anos juntamos na Expo,para recordarmos da nossa juventude…

    Responder
  2. 3

    Carlos Alberto

    Bonito texto João, gostei de rever a D. Aurora pois o meu pai tinha um prédio no Alto Mae e conheci essa Senhora, e é verdade temos um quê de diferentes, temos e vamos ter sempre, pena o texto falar de uma pessoa que tanto mal fez a tantas pessoas que de lá vieram, um grande abraço João, e continua com as tuas publicações

    Responder
  3. 2

    Adalberto Mendes

    É preciso saber aproveitar os momentos, bela estória; somos mesmo diferentes para melhor, desculpem… não é presunção é convicção… sem quaisquer laivos de superioridade… forte abraço.

    A. Mendes

    Responder
  4. 1

    Inácio Rodrigues

    Excelente… Uma da Milhares ” Estórias ” com uma riqueza incalculável dos nossos anos dourados de Moçambique. Obrigado amigo… Aquele abraço

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.