7 Comentários

  1. 6

    Manuel Martins Terra

    Quando a noite já ia adiantada e com a Baixa citadina a esvaziar-se de passeantes, era a Rua Araújo que assumia a presença dos noctívagos, muitos deles marujos de várias nacionalidades, que ali afogavam a solidão de muitos dias de mar, mas também não faltavam frequentadores locais, atraídos por cançonetistas, bailarinas e prostitutas. A rua aclarava com os disparos dos néons , quase como comandados pelo som dos êxitos musicais em voga, que entoavam do interior de cabarés, night clubes, dancings e bares americanos. Naquela rua famosa, que nasceu a partir do início do século XX, a boémia fez parte do seu quotidiano e chegou a ter efetivamente até à década 40 do século passado, casinos e o célebre Teatro Varietá, que para além de projetar filmes, subiam ao palco esbeltas bailarinas, de trajes ousados que encantavam a plateia. Assim era a famosa Rua Araújo, até que depois da independência se passou a chamar Rua do Bagamoyo, e se apagou um passado que muitos ainda retêm na mente.

    Responder
  2. 5

    Manuela Foley

    O dono do Kalifa (restaurante ao lado da Casa Ruby) e da melhor casa nocturna da Rua Araújo, cujo nome não me recordo, José Gonçalves Pereira, era um dos melhores clientes da minha agência do BCCI, na Av. D. Luís.

    Responder
  3. 4

    Dinis Marques

    Uma dúvida: se foi Joaquim de Araújo o fundador de LM, porque razão o nome de Lourenço Marques?

    Responder
    1. 4.1

      BigSlam

      Crónica de Clara Ferreira Alves no Expresso em 25.04.2017
      “Lourenço Marques era um grande explorador português que no século XVI comandou as expedições na costa de Moçambique e que chegou ao rio Limpopo, onde tratou com os indígenas a que hoje chamaríamos moçambicanos. Maputo era nome de rio e na baía do mesmo nome se instalou o colono, dedicado ao cobre e ao marfim segundo relato de D. João de Castro (e este quem é?). O senhor dos territórios acabou por dar o nome aos territórios. Por ordem de D. João III, rei de Portugal, a baía ficou de Lourenço Marques em homenagem ao dono e daí nasceu a capital de Moçambique colonial”.

      O BigSlam publicou um artigo em 19.12.2016 com o titulo: Por que motivo Maputo, se chamou Lourenço Marques?
      Clicar no link: https://bigslam.pt/historia/acontecimentos/um-pouco-de-historia-por-que-motivo-maputo-se-chamou-lourenco-marques-1a-parte/

      Caro Dinis Marques, espero ter ido ao encontro da sua questão.
      Sempre ao dispor.
      Apareça sempre neste nosso “Ponto de Encontro!” – http://www.bigslam.pt
      Aquele abraço.

      Responder
  4. 3

    eduardo m. paulo

    Terra perdida no odio Africano !

    Responder
  5. 2

    Victor Manuel Quaresma

    Verdade, navios de cabotagem Linde e Liazi, onde trabalhei. O gerente na altura 76/78 era o sr Neves.

    Responder
  6. 1

    Antonio Sa Nogueira

    Lembro me prfeitamente o meu pai tinha a empresa de navegacao Limpopo A.Couto Lda e eu muita vezes ao escritorio de dia

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2021 - Todos os direitos reservados.

error: O conteúdo está protegido.