7 Comentários

  1. 7

    Vitor Marques

    Agora imaginem o estado actual de Moçambique se a presença Portuguesa não tem sido escorraçada pelo regime comunista pós independência.Pois! Esta presença era aquela com descendentes já nascidos nessa Bendita Terra que deixaria lá os ossos.Muito contribuiriam para um desenvolvimento sem amarras aos novos colonialistas.Sim! Estes os verdadeiros.

    Responder
  2. 5

    Manuela Fernandes

    Fico feliz, por ver mais uma reportagem da minha amada terra.
    Aguardo com expectativa a 3 a parte.
    Mto grata .
    Deus o abençoe.
    Bjinho

    Responder
  3. 4

    Manuel Martins Terra

    Gratificante o facto de nos chegarem imagens de lugares miticos , que marcaram o quotidiano de muitos de nós, naquela terra que tanto amamos. A Escola João Belo, onde aprendi as primeiras letras e um autêntico viveiro de muitos desportitas, a Escola Joaquim de Araújo por onde passei e considerada a maior obra do parque escolar português e por fim a Escola Industrial Mouzinho de Albuquerque, a escola da vida , onde aprendi as bases fundamentais para o exercício da minha atividade profissional. Que saudades desses bons tempos, dos colegas, professores e funcionários. Essas imagens valem realmente por mil palavras, e que foram a beleza dos nossos sonhos. Kanimambo.

    Responder
  4. 3

    Katali Fakir

    Recordar é viver, vivamos os melhores momentos das nossas vivências e cantemos o refrão do Nobel Bob Dylan – https://www.youtube.com/watch?v=BYywEVzyVLI

    Mozambique
    Bob Dylan
    I like to spend some time in Mozambique
    The sunny sky is aqua blue
    And all the couples dancing cheek to cheek
    It’s very nice to stay a week or two
    And maybe fall in love just me and you
    There’s lots of pretty girls in Mozambique
    And plenty time for good romance
    And everybody likes to stop and speak
    To give the special one you seek a chance
    Or maybe say hello with just a glance
    Lying next to her by the ocean
    Reaching out and touching her hand
    Whispering your secret emotion
    Magic in…

    Responder
  5. 2

    Jorge Cabral

    Amigo Pinho
    Nasci em Lourenço Marques em 1942 e vim para Portugal em1958 e nunca mais fui à minha terra.Gostava tanto de ter uma foto do lugar da minha casa que penso já não existir na antiga Pinheiro Chagas 97.Haverá possibilidades de umas fotos naquele lugar? Eram 3 casas, uma do Vitorino Ribeiro,a minha e um colégio que penso que se chamava Pedro Nunes.À frente era o “palácio do cardeal.
    Obrigado um abraço.

    Responder
  6. 1

    Alexandre Franco

    Adorei… É sempre bom recordarmos os locais onde nascemos, crescemos, estudámos, casámos, tivemos filhos. Dizer mal? Não vale a pena. A alegria que nos vai no coração estará sempre relacionada com a vida que vivemos naqueles locais que agora o amigo Vítor Pinho nos traz… e cá fico à espera das reportagens que ele promete. Kanimambo. Um abração.

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2018 - Todos os direitos reservados.