26 Comments

  1. 19

    Valentim dos Mártires

    Uma reportagem muito boa… deu para mitigar alguma saudade…
    Valentim Mártires

    Reply
  2. 18

    A R SUBTIL

    GOSTEI SIM SENHOR ESTÁ UMA REPORTAGEM MUITO BEM FEITA ,FAZ-NOS RECORDAR OS BONS TEMPOS . O NOME DAQUELA BELA CIDADE FOI MUDADO AS RAZÕES NÃO INTERESSA SABER, MAS AINDA BEM POIS ASSIM CONTINUARÁ A SER A QUERIDA LÇO MARQUES
    ANDEI NA CORREIA DA SILVA , NA J.J.MACHADO E NA INDUSTRIAL, BONS TEMPOS.
    UM ABRAÇO A TODOS OS COCA-COLAS
    A. R. SUBTIL

    Reply
  3. 17

    Mario Martins

    Que bom ver tudo isto.
    Se tivesse lá algo para viver, arrancava já!
    Alguem que andou na escola Joaquim Machado em 75/76, contate-me. Eu estive na turma 1° 1 M e na 2° 1 M.

    Reply
    1. 17.1

      António Cruz

      És o Mário Martins que morava ao pé do Guanabara ?

      Reply
      1. 17.1.1

        Mario Martins

        Sim, EU vivi uns tempos antes de vir, no predio frente so Guanabara. E tu? Dá-me alguma dica.

        Reply
    2. 17.2

      José Rodrigues

      Caro Mário Martins,
      Andaste na Escola J Machado ou na Joaquim de Araújo?
      Eu estive na turma 1º 1 M e na 2º 1 M mas na Joaquim de Araújo no ano 75/76.
      Se for da J araújo fomos da mesma turma.

      Reply
  4. 16

    Ana Maria Ferreira Gomes Gonçalves

    Muitos dizem que devemos esquecer que “aquilo” já não é o que era… para mim será sempre a terra da minha vida – lá nasci, cresci, fui feliz até ser obrigada a partir com uma mão à frente e outra atrás por causa dos tais iluminados que nada perderam e nunca foram chamados a responder pelos seus grandes erros…. “Exportada” para Portugal onde ali sim fui “colonizada”. Regressei a África pois ao fim de 14 anos a célebre Metrópole nada me dizia. Embora não tenha regressado à minha querida terra, mesmo no estado menos bonito em que hoje se encontra por causa do que os homens lhe fizeram, estou em África e ela tem um cheiro especial e diferente que nos entra na alma e nunca mais de lá sai. Obrigada pela visita guiada a todos os lugares que mexem comigo mesmo ao fim de 70 anos de vida. Vivia na Polana com meus pais, depois de casar no Bairro Silva Cunha na Machava e frequentei a Escola Primária Rainha Santa Isabel e a Escola Comercial de Lourenço Marques. Bem haja Moçambique!

    Reply
    1. 16.1

      madeira ramos

      VOLTEI LÁ EM 2011! AQUELE PEDAÇO DO MUNDO SERÁ SEMPRE BELO, MAS FIZ O LUTO. JÁ NÃO ME DIZ NADA!

      Reply
  5. 15

    José Custódio Gracias Fernandes

    Pôs meus parabéns e agradecimento ao autor desta memória dos meus tempos de jovem. Seria interessante tirar agora fotografias dos mesmos locais e com os mesmos ângulos para se ver a destruição atual. Que pena…

    Reply
  6. 14

    Lutaf Noorali

    Apetece chorrar. O tempo passou tão depressa. Os bons velhos tempos.

    Reply
  7. 13

    antonio alves

    as lembranças são enormes que quase nem sei como escrever, mas saudade é aquilo que há no coração daqueles que ficaram la e jamais se esqueceram tempos sim uma vida que vale sempre ser lembrada a minha quase 24 anos de saudade António Alves

    Reply
  8. 12

    Jose Freitas

    Alguem se lembra do nome duma especie de leite coalhado, vendido pela Cooperativa de Criadores de Gado nuns frascos parecidos com os do chocoleite e que era geralmente bebido pelos negros? Seria Masse, ou parecido?

    Reply
  9. 11

    ROLAND ANTONIO CAMACHO DE OLIVEIRA

    Muito bom poder rever esses lugares nos quais passamos ótimos momentos. Brasileiro eu, vivi os meus melhores 15 anos nessa saudosa Lourenço Marques. Saudades dos amigos que se espalharam por esse mundo e que não mais consegui contato. Antonio da Silva Portugal, os irmãos Pinheiros, Acílio e tantos outros.
    Fortunato obrigado por tudo isso! E se algum desses amigos lerem esta mensagem e ainda se lembram do “Brasileiro” (Ronny) entrem em contato (rolandantonio1@gmail.com)

    Reply
  10. 10

    Meireles

    Tão emocionado a ver e ler tudo isto, que fico sem palavras para comentar!!!!
    Óh tempo volta para trás……
    nem que seja por pouco tempo.
    Tantas saudades¡!!!¡!!¡

    Reply
  11. 9

    Alcides Cardoso

    Boas recordacoes Fortunato
    Gostei imenso de ver estas belas recordacoes de Lourenco Marques.
    So voltei uma vez a LM passados que foram 35 anos.
    Se tu nao te lembras de mim o Joao de Sousa concerteza que se lembra pois trabalhei com ele quando ele fazia relatos de futebol para as Producoes Golo do Antonio Alves da Fonseca

    Reply
  12. 8

    ZÉ LEIRIA LICEU SALAZAR

    SE RECORDAR É VIVER , VIVI EMOCIONADO O QUE ACABEI DE VER ´……….

    Reply
  13. 7

    Carlos Saraiva

    Amigo Tondela, como vai essa saúde? Tenho tido notícias tuas através do Esteves, pois ele mora aqui perto. Em tempos ele disse-me que o ISAQUE residia ao pé de ti, será que tens o contacto dele (email) que me possas enviar? Já o procuro há imenso tempo. E tu quando vens a Portugal? Caso o faças avisa com alguma antecedência, pois fazemos uns almoços de vez enquado, com o Zé Adrião, Dado, Esteves, Moisés e o Elídio, recordas-te dele? Assim como a Odete (irmã do Monte) a Linda Leitão e mais algumas ex patinadoras. Por agora resta-me enviar-te um abraço ficando a aguardar notícias tuas.

    Reply
  14. 6

    ANSELMO DO CARMO GOMES (TONDELA)

    Caro Fortunato: um abraco do tamanho do mundo. Nao tenho palavras para te agradecer pela belissima reportagem por ti descrita. As lagrimas verteram . A minha querida terra da minha alma que eu levarei comigo ate ir para o outro mundo. Tenho sempre contacto com o teu irmao. (o meu afilhado do casamento) . De vez em quando la vou ate a minha querida cidade. E sempre bom como diz o Oscar Soeiro “matar” saudades da saudade. O contacto esta feito. tudo do melhor para ti. Deste teu amigo e vizinho da nossa Malhangalene, o tal mais conhecido por Tondela . MUITO KANIMAMBO IRMAO.

    Reply
  15. 5

    Avelino José Fernandes

    Muito, obrigado, por ter proporcionado momentos de rara saudade,gostei dever os conjuntos Night Star e Rensto Silva,dos quais conhecia todos os elementos.
    Aquele abraço
    Avelino Fernandes.

    Reply
    1. 5.1

      Virgilio Cruz Barbosa

      Caro Avelino, ajude-me a clarificar. Você é o Avelino que andou na Escola Comercial Dr. Azevedo e Silva e na Tropa (Curso S.M.) 1962 (?). Se for tenho uma foto num acampamento da Mocidade Portuguesa no Xai-Xai. Eramos todos “putos”. Até lá um abraço.

      Reply
    2. 5.2

      Mário Raimundo

      Avelino Fernandes, estvestes no acampamento do XAI Xai da mocidade portuguesa.e tu meu sacripantas Virgilio também lá estavas. gostaria do vosso contacto

      Reply
  16. 4

    Carlos Raminhos

    Estimado Fortunato,
    Um frémito de empolgamento emocionado foi o que percorreu o meu ser, ao ler estas tuas memórias !!
    Tuas e minhas !!
    Memórias inapagáveis, enquanto o coração pulsar !!
    Kanimambo, por estes momentos de retorno à realidade que emoldurou a nossa mágica juventude !!
    Infelizmente, apesar de tanta evolução tecnológica, não vai ser no nosso tempo que aparecerá a máquina que transporte o ser humano ao passado !!
    Se ela chegasse a tempo, pois era de imediato que, com cartão de estudante ou sem ele, daria a necessária “quinhenta”, para fazer essa viagem, ao bom estilo daquele tempo quando, no final de mais um dia daqueles de beleza infinda naquelas paragens, tomávamos o “machimbombo” à porta da “comercial” ou do “liceu”, para se retornar a casa…
    Um muito forte Abração para ti, Estimado Brother de percurso de vida por aqueles locais, cuja memória é imorredoira dentro de nós !!
    Hambanine e, se possível, bebe, num destes entardeceres, uma Laurentina bem geladinha, acompanhada por uns lagostins grelhados, lá pela Catembe e tendo como pano de fundo a sempre nossa inesquecível LM !! Depois, vai até ao Scala, às 20.30, ver o “Bonnie Clyde”, não esquecendo que no “Manel” está, com som estereofónico de seis bandas magnéticas, o magnifico e esplendoroso “Lawrence da Arábia”. Mas esse fica para Sábado à noite, acompanhado por uns chocolates da Cadburys vendidos pelo mufaninha, no intervalo, que trajado a rigor vai deambulando entre as filas de cadeiras…

    Reply
  17. 3

    Fortunato Sousa

    Oscar, que bom encontrar-te ao fim de cerca de 40 anos.
    Ha muitas coisas para se dizer, por isso, envia-me o teu endereco de e-mail assim que puderes.
    O meu eh: nelosousa2009@hotmail.com

    Reply
  18. 2

    Dave Adkins

    De acordo. obrigado, reportage muito pessoal e emocional com fotos maravilhosas. . Sou aficionado do Cantinflas (Mario Moreno Keyes) e tenho coleção dos seus filmes em dvd -“El Analfabeto” é o meu preferido. Sabem que foi também atleta de pugilista e toureiro. Ele criou o seu nom já que ganhou a vida na sua carreria temprana nas cantinas – así – “na cantina tu te inflas” (de Laurentina e Dois M). . um gran talento. .

    Reply
  19. 1

    Oscar Soeiro

    Meu Caro Sousa
    É sempre bom “matar” saudades da saudade.
    Não sei se te lembras de mim, mas fomos colegas na INCOL
    Um abração

    Reply
    1. 1.1

      Fortunato Sousa

      Oscar, envia-me o teu endereco de e-mail sff

      Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.