4 Comentários

  1. 3

    Augusto Martins

    Foi com muito prazer e orgulho que li este testemunho duma realidade que tive a oportunidade de viver.
    Realmente, naquela época e naquelas longínquas paragens, já se andava um pouco à frente, graças ao empenho, ao saber, ao esforço e ao muito trabalho de muita gente, entre as quais eu devo e tenho que destacar o meu ilustre Professor RUI BAPTISTA.

    Muito obrigado PROFESSOR, pela sua obra e por tudo aquilo, que nos ensinou.

    Responder
  2. 2

    Manuel Martins Terra

    Sim a verdade é que em 1963, quando frequentava a Escola João Belo, já se assistia no coberto do recreio do estabelecimento de ensino, onde estavam já instaladas duas tabelas de basquetebol, paridas de Minibasquetebol entre as escolas sediadas na cidade. Lembro-me das partidas renhidas entre a Escola João Belo e a Escola Paiva Manso, disputadas com muito ardor. Lembro-me do saudoso Professor Macedo, um docente extraordinário e que não beliscava a nossa irreverência,no intervalo do lanche (20 minutos) levava consigo debaixo do braço uma bola de basquetebol e com toda a paciência do mundo, constituia 2 equipas , a que só o toque de campainha, para o nosso desespero dava como terminado o jogo. Foi como muitos exemplos destes que a modalidade foi conquistando os jovens, mais tarde muitos deles grandes jogadores se revelaram. Bem hajam os que souberam lançar as sementes do Minibasquetebol, em Moçambique.

    Responder
    1. 2.1

      Rui Baptista

      Obrigado pelo seu comentário de “um saber de experiência” que veio confirmar o interesse dos alunos das escolas primárias pela prática do minibasquete.

      Responder
  3. 1

    Rui Baptista

    Não posso, e muito menos quero, deixar de agradecer, ao Samuel, o estupendo arranjo gráfico deste meu post num assunto polémico em que “quem o alheio veste na praça o despe”, na sabedoria popular. E mais agradeço a Lícinio Negrão ter despoletado esta questão para que ela não permaneça no boato do diz-se, diz-se misturando acontecimentos diferentes. Os campeonatos escolares de minibasquete da Mocidade Portuguesa e, anos volvidos, o torneio desta mesma modalidade a cargo do Conselho Provincial de Educação Física de Moçambique e o patrocínio da marca comercial Coca-Cola que ofereceu 10 bicicletas à equipa vencedora! Como soe dizer-se, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!

    Responder

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© BigSlam 2020 - Todos os direitos reservados.