6 Comments

  1. 4

    Rui Baptista

    Parabéns Luís (permita-me que o trate assim). Tão perto que vivemos, hoje, nas margens do Mondego e nunca nos encontramos para reviver os belos tempos da nossa saudosa Lourenço Marques. Um abraço amigo.

    Reply
    1. 4.1

      Luis Almeida

      Professor Rui Baptista, considero que o tratamento que me dispensa, não só carece de qualquer permissão, como me sinto lisonjeado, dado vir da parte dum dos maiores Ícones do Desporto e da Actividade Física Desportiva, quer do nosso Moçambique quer de Portugal e que sempre admirei e de quem “bebi” o máximo de conhecimentos que me permitissem saber mais e melhor.
      Seria para mim um enorme prazer poder estar consigo e revivermos os tais belos tempos da nossa saudosa Lourenço Marques, pelo que irei procurar junto ao Samuel maneira de poder contactar o Professor.
      Muito obrigado por se ter dado ao trabalho de comentar a minha entrevista.
      Um abraço, com a admiração de sempre

      Reply
  2. 3

    Carlos Goncalves

    No primeiro dia que nos conhecemos na tua casa na Beira pedi-te para dar uma voltiha na Solex preta que tinhas. Em menos de 100 metros estampei-me porque nao estava habituado a guiar a esquerda. Voces chamavam-me o “saloio’ porque tinha acabado de chegar de Lisboa. O meu pai era sargento da Policia Militar.

    Reply
    1. 3.1

      Luis Almeida

      Carlos, não sabia que tinhas postado um comentário à minha entrevista, mas ao dar conta de tal aqui te estou a agradecer directamente, como me comprometi fazer num comentário que fiz na altura em que a entrevista saiu.
      Através do Facebook, pudemos falar já, não só desse momento especifico que focas como dos grandes e belos momentos passados juntos, em especial, em jogatanas intermináveis de Basquetebol, no cesto que tinha em minha casa.
      Vamos agora mantendo o contacto, para reavivarmos essas memórias…
      Um abração

      Reply
  3. 2

    Maria Margarida da Cunha e Silva Lopes Moreira (Guida)

    Boa Tarde!

    Foi com muita emoção que dei de «caras» com esta entrevista na net! Vivi toda a minha infância (dos 6 aos 12 anos) em Maputo (na altura Lourenço Marques). Andei no Colégio D. António Barroso e após o 25 de Abril, fui na «levada das alunas do colégio, transferida para o Colégio dos Maristas onde fui colega de carteira da Ornila SAra Moisés Machel, com quem estabelecemos uma bonita amizade, própria daqueles tempos de inocência juvenil!

    Gostava bastante dela, e guardo com bastante saudade momentos que passámos juntas, para além das recordações da minha querida Moçambique. Outro nome que me recordo bem é o Paulo Quintela, também meu colega de turma (2º ano do ciclo preparatório) e de um Patrício que era ruivo de caracóis!

    Um abraço saudoso daqui de Lisboa

    Guida

    P.S. – Se por acaso souber de alguma notícia da Ornila, gostava bastante de retomar o contacto com ela!

    Reply
  4. 1

    Juca

    Caro amigo Luis Almeida
    Ja tivemos a oportunidade de conversar por telefone, mas nao queria deixar de aqui vir.
    Nao para falar do teu percurso de atleta. Riquissimo! Todos ja sabem.
    Vim aqui para registar algo que tive o previlegio de testemunhar ao longo de mais de 2 anos
    Almocamos, jantamos gargalhamos diariamente naquele restaurante da piscina do Ferroviario de Nampula.
    Para nao falar das muitas farras! Fiquei surpreso com a foto em que esta tambem o Tino Ze,
    colega de turma e de equipe nos infantis em LM. Como gostaria de o voltar a ver. Mas houve outros. Raul Fidalgo, Toni ((Malhanga). etc etc.
    O teu quarto foi onde dormi as primeiras noites – cada um na sua cama, pois, nos tempos que correm e bom esclarecer…- quando chequinha cheguei a Nampula. Deste-me guarida e apoio a mim e a muitos outros durante esse tempo.
    Vejo pela entrevista que continuas o mesmo gozao, o mesmo frontal e simples, de coracao mole.
    Por tudo e pela parte que me toca MUITO OBRIGADO pela tua amizade e pelo que es.

    Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.