3 Comments

  1. 3

    Oscar Soeiro

    O Paulo não diz na entrevista, eventualmente por não se lembrar que fui eu que na altura era Secretário Geral do Malhangalene e enfrentando a equipa de juniores que ameaçava não jogar mais se concedessemos a “Carta de Deseobriga” ao Paulo, a elaborei e assinei nesse mesmo dia e a levei ao Eng. Ramalho Correia apa também a assinar, permitindo assim que o Paulinho fosse para o “seu” Desportivo.
    Um abraço

    Reply
  2. 2

    Aníbal correia

    Caro Paulo de Carvalho

    Fui jogador de ténis de mesa no SL Benfica e conheci-te em Lisbioa. Fui mobilizado para Moçambique (onde estive quase 1 ano , (dado que regressei na véspera da indepência) e simpáticamente convidas-te-me para almoçar em tua casa (caril de carangueijo) – vejo agora tratar-se do teu prato preferido – num determinado sábado de Fev/Mar de 1975 e onde estavam vários convidados

    Tinha acabado de ganhar um torneio onde na final ( Desportivo) derrotei o A,Trindade (3-0) e os outros teus convidados estavam admirados e questionavam-me: como tinha conseguido vencer o Trindade… ?
    Jamais esquecerei a forma amável como fui recebido, face a uma abordagem que te fiz no banco dos suplentes do Desportivo (Basket) – só tínhamos tivemos contactos em Lisboa – durante um jogo que decorria
    Um grande abraço e muito obrigado pela forma com que tu e familia me receberam

    Aníbal Correia

    Reply
  3. 1

    Mário Silva

    Não sabem o que perderam, os que não tiveram o privilégio de ter pertencido ao DESPORTIVO de Lço. Marques….ESTA É A FRASE MAIS MARCANTE DESTA ENTREVISTA….AQUELE ABRAÇÃO AO “SEMPRE” PAULINHO

    Reply

Se não tiver Facebook comente aqui!

© BigSlam 2016 - Todos os direitos reservados.